My Photo
Name:
Location: Porto, Portugal

Quando morrer, talvez tenha uma ideia formada sobre mim, se o destino me der esse luxo.

Tuesday, July 25, 2006

Bailarina




Bailarina

Bailarina, porque tens um rosto fechado de tristeza e azedume?
Sinto que paraste a tua vida num frame vazio e intemporal...
Que o fulgor da tua dança te gelou nas veias de uma forma letal.
Mas porque deixaste cair o teu sonho como uma rosa sem perfume?

Porque é que os teus olhos já não vêem nem sentem?
O teu maestro morreu e a cordas da harpa estão partidas
O saxofone já só exala fados de saudade e notas tremidas
Mas porque achas que as tuas sabrinas sujas e gastas te mentem?

Porque perdeste o talento e a alegria da tua essência?
O teu palco está repleto de sombras desgastadas e encardidas
As cortinas são farrapos desbotados de cores carcomidas
Mas porque achas que tropeças nas pegadas da tua existência?

Porque não sentes o amor fluir através do teu respirar?
As cadeiras há muito se foram porque os fantasmas não se sentam
Ficou apenas a corda e o cadafalso que todos enjeitam...
Mas porque achas que não és capaz de prender um olhar?

Porque foges do teu jardim pejado de sorrisos eternos?
Pensas que perdeste a tua beleza numa planicie de girassóis
Nascida num planeta cujo céu perdeu a côr e os seus herois
Mas porque acreditas que os teus violinos serão sempre efêmeros?

E como em tudo na vida, quando os olhos deixam de ver
O coração deixa de bater e de sentir o pulsar da vida
Fica apena um cenário vazio, uma vela apagada, uma bailarina esquecida
Até que um poema lhe refaz o sonho e a deixa de novo viver!

Eugénio Rodrigues Julho.2004
Foto de autor desconhecido
(Inspirado no filme Closer e no fabuloso tema “Blower's daugther” de Damien Rice que pode ser ouvido em www.warnerbros.com/damienrice/)

26 Comments:

Blogger Su@vissima said...

Muito bonito!

Que o poema saia para rua...
Assalte os corações a cada esquina...
E os faça voltar a sonhar...
Que voe com asas de sabrina...
Nos pés de uma eterna bailarina.

Beijo

1:21 PM  
Anonymous anita said...

A "Bailarina" que entrou na "Barca" e perdeu o medo de dançar...

2:19 PM  
Blogger AnaGarrett said...

Bela foto. Belo poema.
Beijos

11:48 PM  
Blogger dreams said...

lindo... adorei a tua bailarina, apesar de triste...

ela tem os olhos tristes porque a impedem de sonhar...

um beijo doce * com carinho
“·.¸Dreams¸.·”

p.s. muito obrigada :)
adorei, adorei, adorei...

1:00 AM  
Blogger alfazema said...

mais um poema muito bonito. adoro bailado! e a elegância dos gestos das bailarinas!
beijos

9:24 AM  
Blogger Pierrot said...

Uau Suavissima.
Que bonita sequela...
Gostava de ter sido eu a escreve-la.
Gracias
Volta sempre para encantar este cantinho.
Bjs
Eugénio Rodrigues

11:43 AM  
Blogger Pierrot said...

Eheh.
Engendraste bem o encaixe Anita.
Olha que também tens veia pá.
Gracias e bjs
Eugénio Rodrigues

11:44 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias anagarret.
Volta sempre porque serás sempre bem vinda.
Bjs
Eugénio Rodrigues

11:51 AM  
Blogger Pierrot said...

You welcome Dreams.
Sonhar não custa nada e quando conseguimos escrever enquanto sonhamos, ainda menos custa.
Gracias pelas tuas palavras tão ternas sobre a "minha" bailarina. Volta sempre.
Bjs
Eugénio Rodrigues

11:52 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias alfazema.
Também eu aprecio a graciosiade das bailarinas. E aqui tentei retratar o rosto das mesmas que na maioria das vezes expressam alguma tristeza, va-se lá saber porque!!!
Bjs
Eugénio Rodrigues

11:53 AM  
Blogger Zélia said...

Que bela bailarina :)

Espero que ela dance sempre ao longo da vida :)

Bjihos :)

2:27 PM  
Blogger Luna said...

Adorei a tua bailarina, ela é a vida diaria que todos enfrentamos
muito bonito
beijocas

4:39 PM  
Blogger Marlene Maravilha said...

"Até que um poema lhe refaz o sonho e a deixa de novo viver."
Lindas palavras de renovação.
abraços

5:35 PM  
Blogger Dafne said...

Olá
A música é linda e as tuas palavras não ficam atrás.
Continua.
Dafne

5:58 PM  
Anonymous su said...

Engraçado...há uns dois dias comprei esse filme e achei-o tão forte...de facto, as emoções são tão complicadas...quanto um sorriso pode ser difícil!
O tema é excelente!

xxx

Agora este texto da Bailarina...lindo!!!!!!! E que tal oferecer à bailarina "Um Sorriso aos pés da Escada"?

: )

4:33 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Zélia.
Que as bailarinas nunca parem de dançar...
Bjs
Eugénio Rodrigues

11:03 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Luna.
A bailarina somos todos nós um pouco.
Bjs
Eugénio Rodrigues

11:05 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Marlene pela tua escolha.
Volta sempre pois este também é o teu cantinho.
Bjs
Eugénio Rodrigues

11:06 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Dafne.
Prazer ter-te por cá.
Volta sempre
Bjs
Eugénio Rodrigues

11:19 AM  
Blogger Pierrot said...

Pois.
Acho que lhe cairia bem um sorriso, mesmo "ao pé da escada".
Um raio de luz na vida dela...
Gracias Su.
Adorei as tuas palavras
Bjs
Eugénio Rodrigues

11:26 AM  
Blogger LuzHarmonia said...

Lindissimo este poema. Parabéns Pierrot.
Sinto o mesmo, as bailarinas tem sempre um olhar tão triste.
Está magnífico o teu poema.
Parabéns pelo Blog.
Beijos de Luz

9:52 AM  
Blogger Pierrot said...

Ohhh, que lindo luzharmonia.
Gostei de de "ver" por aqui.
Gracias pelas tuas palavras tão bonitas.
Volta sempre.
Bjs
Eugénio Rodrigues

10:31 AM  
Blogger cinza said...

É um filme que me abalou (closer)... Demente a tua bailarina (como o ser humano)... que fizeste para lhe dar tanta expressão?

4:21 PM  
Blogger Pierrot said...

Sei lá Cinza...?
Acho que tentei ver pelos olhos dela...tentei sentir pela ponta dos seus dedos...tentei interpretar a sua expressão corporal e o seu rosto distante e no entanto, tão perto de quem a vê.
Sei lá Cinza...?
;-)
E também senti o Closer como um tsunami...
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:47 PM  
Anonymous Anonymous said...

What a great site » » »

5:50 PM  
Blogger Pierrot said...

Anonimo

Gracias
Eugénio

12:12 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home