My Photo
Name:
Location: Porto, Portugal

Quando morrer, talvez tenha uma ideia formada sobre mim, se o destino me der esse luxo.

Friday, July 28, 2006

Crónica Filme: The Lake House




THE LAKE HOUSE

“E se vives uma vida inteira e afinal não há ninguém à tua espera?”

Esta é a pergunta que atravessa o filme The Lake House, realizado por Alejandro Agresti.
Uma bonita metáfora sobre o amor, sobre os desencontros no tempo, nos lugares, nas pessoas, tudo mesclado num argumento relativamente comun mas apresentado de uma forma arrepiantemente original e onde o real e a ficção caminham juntos sem que isso nos choque.

Alex Wyler, Keanu Reeves, é um arquitecto que resolve um dia arrendar uma casa junto a um lago, casa essa cuja construcção revela a história da vida do seu próprio pai, como se uma vida e uma casa se interligassem na perfeição.

Kate Forster, Sandra Bullock, é uma médica algo perdida na vida e que sofre, tal como Alex, com o crescente isolamentodas pessoas.
Quando arrendaram a casa da Lagoa, nem sonhavam o que lhes iria suceder...

Será possível cheirar as flores sem as ver?
Será possível namorar separado pelo tempo e pela distância?
Será possível viver com a tomada de consciência de que afinal era aquela pessoa, anos depois, e já não poder fazer nada pois o futuro e o passado são inconcilíaveis?
O centro da metáfora está na forma como Alex e Kate sofrem e tentam ultrapassar a distância, cada um no seu tempo, através de gestos surpreendentemente lindos, ao fim e ao cabo, de tremendas demonstrações de amor!
Uma banda sonora singela e adequada, uns planos e umas desfocagens que conferem uma rara beleza ao lago, Jack, uma cadela apaixonante e claro, um final de cortar a respiração capaz de nos fazer soltar uma lágrima.
Meus amigos, mais um filme imperdível...

“E se vives uma vida inteira e afinal não há ninguém à tua espera?”

Abraços
Eugénio Rodrigues (28.07.06)

42 Comments:

Blogger Dafne said...

This comment has been removed by a blog administrator.

12:33 PM  
Blogger Elisheba said...

Uma pergunta pertinente mas....viver é assim mesmo, não saber onde somos conduzidos!

Bjos e bom fim de semana!

12:33 PM  
Blogger Dafne said...

Olá
Vim retribuir a visita que fizeste ao meu cantinho.
Parafraseando FP" Mais triste do que o que acontece. É o que nunca aconteceu".
FP viveu uma vida inteira e não teve ninguém no seu leito de morte.
Bom Fds
Dafne

12:37 PM  
Blogger Nani said...

Um grande beijinho...
Espero que não deixes de partilhar comigo os meus momentos... Teria muito gosto em que tu continuasses a visitar-me...

Um grande abraço...

Para sempre

Nani

2:54 PM  
Blogger GK said...

Eu até já tinha vontade de ver o filme. Agora tenho mesmo de o fazer.

Obrigada.

Bj.

3:53 PM  
Blogger Bel said...

Só vamos descobrir se vivermos não é?
Eu acho que há em algum lugar alguem importante e especial à espera d ecada um de nós.
Mas o passado e o futuro jamais se encontram mas talvez se cruzem em actos.
Bom fim de semana

7:59 PM  
Blogger Luna said...

Vi o filme e gostei.
Mas quantas vezes temos a pessoa ao nosso lado e não a vimos
beijos

10:55 PM  
Blogger Miriam5 said...

Eu fui ver esse filme e gostei bastante, aponto-lhe algumas falhas mas no geral, acho que foi bom conseguido. Apesar de ser uma história de amor como tantas outras, é-nos apresentada de forma original, trazendo para as relações outro factor que é o timing.
Gostei mesmo muito e aconselho

1:01 PM  
Blogger Bel said...

Vi o filme. UM argumento diferente que peca apena spor algumas falhas. Mas gostei da ideia que ha sempre açlguem que pode mudar o nosso percurso.
Boa semana

1:05 PM  
Blogger Marlene Maravilha said...

Não vi o filme, mas parece-me muito interessante. Que vida triste seria a nossa se não tivessemos alguém a nossa espera!
Quanto a sentir o perfume das flores sem poder sentir aromas, eu entendo perfeitamente e os sentiria sim, porque não tenho, por radioterapia, as glandulas salivares que nos fornecem o paladar. entretanto tenho desenvolvido o paladar através da memória gustativa e assim sigo a vida muito bem. Sabes a conclusão que chego? Deus é perfeito!
Verei o filme!
abraços

2:36 PM  
Blogger Vampiria said...

realmente acho que a nossa vida deveria servir como uma dádiva para aguém que não apenas nós mesmos, ou tornamo nos inúteis... ser inútil dá me arrepios... beijo

1:11 PM  
Blogger Cherry Blossom Girl said...

Obrigada pelas palavras de carinho.
Voltei a sorrir:)
Um beijinho enorme
***

3:01 PM  
Blogger Elisheba said...

Tenho de ver este filme! Há tanta gente a dizer bem!!!


Beijocas

4:47 PM  
Blogger Su@vissima said...

Fui ver esta quinta feira, concordo contigo, é imperdível... gostei dos três personagens principais...Jack, Alex e kate :)
(Será que a Jack...vai ter direito a nomeação para um qualquer prémio?)

Beijo daqui

4:06 PM  
Blogger cinza said...

Irei procurar o filme... mas será, que no meu desses "serás" não estará o cunho Romântico da Rosa Azul?

4:19 PM  
Blogger Maresi@ said...

Ola Eugénio..nao vi esse filme mas prometo.....vim agradecer visita ao meu recanto e sugerir que me visite e aceite "desafio"...esta lá...no meu recanto. Fico aguardando...Boa semana

Beijo_____________Maresi@

1:00 AM  
Anonymous su said...

Fui ver esse filme ontem e achei-o lindo..."Ela é mais real para mim do que tudo o que conheço"...
Não terá que ser alguém à nossa espera...mas muitos alguém ns variadas formas de laços: familiares, amigos...
Encontraremos sem procurar quem nos encontra.

xxx

Engraçado...ia colocar hoje uma crónica sobre o filme na Teia mas a tua está excelente!
: )

11:02 AM  
Blogger karla said...

ah, pois é... mas é 1 risco k se corre, não é?

beijinhos pa ti



P.S. podes-me visitar tb em: http://witchspellfeelings.blogspot.com

12:58 PM  
Blogger RealSmile said...

Amei o filme, uma história de amor completamente original sem dúvida alguma, e que nos faz pensar no que realmente queremos, procuramos e temos :)
Beijo

1:26 AM  
Blogger Pierrot said...

Sem dúvida visionária, sem dúvida!
O mistério da vida torna-la um encanto...
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:22 PM  
Blogger Pierrot said...

Por isso digo Dafne, quanto mais conheço sobre FP, mais o admiro...
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:23 PM  
Blogger Pierrot said...

Claro que sim Nani.
Agora que regressei de férias terrei mais tempo para passar pelo teu cantinho.
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:24 PM  
Blogger Pierrot said...

Força GK, não perderás o teu tempo com este filme...vai por mim!
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:24 PM  
Blogger Pierrot said...

Adorei esta frase tua Bel: "Mas o passado e o futuro jamais se encontram mas talvez se cruzem em actos."
Demais...
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:25 PM  
Blogger Pierrot said...

Pois é Luna, e às vezes quando a vemos já é tarde demais...
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:26 PM  
Blogger Pierrot said...

Claro Miriam5, tem algumas falhas e se procurares no site rottentomatos verás mais alguns "Se's". Concordo contigo mas que está bonito o filme lá isso está.
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:28 PM  
Blogger Pierrot said...

Gostei da tua partilha Marlene.
Fiquei sensibilizado.
Volta sempre
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:28 PM  
Blogger Pierrot said...

Não poderia estra mais de acordo contigo Vampiria.
Detesto pessoas inúteis e desinteressantes...
Assino por baixo.
Bjs e gracias por vires a este meu cantinho. Volta sempre.
Eugénio Rodrigues

1:30 PM  
Blogger Pierrot said...

Cherry B.G..
O teu sorriso já é uma "vitória" para mim e se o sentiste como algo de rejuvenescedor, então ainda fico mais feliz.
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:31 PM  
Blogger Pierrot said...

Pois é Suavissima...é dificil não gostar deste filme...
Já cá estou de novo regressado de férias e pronto para rever esses teus blog's.
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:33 PM  
Blogger Pierrot said...

Pois Cinza, e porque não deixar a pergunta que fazes no ar...se calhar tem ;-) ...
São estas coisas que dão o encanto à vida...
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:34 PM  
Blogger Pierrot said...

Ora essa maresia.
É sempre um prazer rever o teu blog. Nem precisas agradecer.
Lá voltarei e já agora, brigadinha pelas tuas visitas também.
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:36 PM  
Blogger Pierrot said...

Engraçado Su que também registei essa frase...
Sem dúvida que o alguém não tem que ser uma pessoa em concreto.
Pode até ser um momento e agora ía por aí fora...ficava aqui o dia todo ;-)
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:40 PM  
Blogger Pierrot said...

Claro que sim Karla... A vida é isto mesmo, riscos e opções. Mas às vezes é angustiante...
Irei ao teu outro blog sem falta.
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:42 PM  
Blogger Pierrot said...

Que saudades Realsmile...que saudades tinha já dos teus pensamentos.
Acima de tudo este filme não nos deixa indiferentes...
Bjs e gracias
Eugénio Rodrigues

1:43 PM  
Blogger Ni said...

“E se vives uma vida inteira e afinal não há ninguém à tua espera?”
...

Há sempre alguém...

Podemos, inclusivamente, ser 'nós mesmos'... que nos vamos 'esperando'... nas várias fases da nossa caminhada.

Mas creio que nos cruzamentos da vida, aqueles que nos obrigam a uma escolha, a uma decisão... alguém segue pelo mesmo trilho que nós e nos dá algo da sua essência... e leva um pouco (ou 'um muito') da nossa.

E se esse alguém se apresentar como 'o outro'... a imagem em espelho, que nos faz tremer perante o (re)conhecermo-nos no brilho de um olhar, num sorriso, num gesto, numa palavra dita ou calada, e que transporta nas mãos as rotas das asas das aves livres... ele surgirá, sim! No exacto momento em que atingimos metade do caminho que nos separa... porque quando um começou a caminhar em direcção ao ponto de 'estender a mão'... o outro também iniciou a busca.

Acredito mesmo no que escrevi, não são meras palavras.

Por isso valorizo o momento. Cada ínfimo e único momento. Ele pode conter a eternidade... basta reconhecê-la.

Abraço de vento suave

Ni*

4:05 AM  
Blogger Pierrot said...

Se visses o tamanho do meu sorriso depois de ler o teu comentário, seria como se um novo sol nascesse neste nosso sistema solar.
Cheguei a arrepiar-me.
Que bonitas são...
Como diria Sócrates..."Conhece-te a ti mesmo" e esta afirmação, autêntico principio para o conhecimento e sabedoria, não podia "casar" melhor com o teu raciocinio.
É um facto que se não nos conhecermos bem, provavelmente, vamos encontrar alguém à espera, setenta vezes sete e nunca será essa pessoa por quem esperamos, porque não sabemos esperar por ela, ou porque não a sabemos preservar depois de a encontrar. Ou então, simplesmente, nunca cruzaremos o olhar...e nunca a veremos.
Não chega saber que um dia, alguém nos encontra ou cruza a sua alma connosco. Durante a vida, sem que tenhamos de viver propriamente só para isso, temos de preparar a nossa existência, moldar a nossa personalidade por forma a que um dia sejamos alguém para alguém. Sair da nossa redoma egoísta e egocêntrica, e preparar-mo-nos para os outros...
Gostei das tuas palavras, das tuas crenças, volta sempre.
Bjos
Eugénio Rodrigues

1:32 PM  
Anonymous Anonymous said...

best regards, nice info
»

8:02 AM  
Blogger Pierrot said...

Anonymous:

I don't know you bau nice to meet you.
Eugénio

2:24 PM  
Anonymous Anonymous said...

This is very interesting site... wellbutrin good and bad College station dental insurance Voip secrets Portable wheelchair lifts Keyword vioxx side effect boards ppc se 9 casino line slot Buy celebrex prescription voip plano 51 camera digital finepix fuji megapixel Broadband control firewall home parental taking lexapro and xanax Of culinary art schools Transvestite porn link us senor citizen term life insurance h2 hummer picture Mad milfs Acuvue advance lens Prozac and accutane

1:09 AM  
Blogger redonda said...

Eu achei este filme um bocadinho demasiado previsível...Passei o tempo todo a adivinhar o que ia acontecer a seguir.

6:36 PM  
Blogger Pierrot said...

Eu também, mas desta vez o meu instinto falhou e errei o final.
Giro
Bjos daqui
Eugénio

4:45 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home