My Photo
Name:
Location: Porto, Portugal

Quando morrer, talvez tenha uma ideia formada sobre mim, se o destino me der esse luxo.

Wednesday, August 16, 2006

Para longe de mim!





Para longe de mim...

Giro, rodopio e volto...
Encho os pulmões de um céu azul
Enquanto deslizo pelo peito com a ponta dos dedos
De olhos semi cerrados imagino o toque do veludo
Como um lenço que esvoaça preso nos penedos
Como um anjo de asa partida e ferido no coração
Que de repente se torna humano e me estende a mão.

Giro, rodopio e volto...
Mergulho num mar revolto de liberdade
E sinto a frescura que me corta a consciência
Deixando-me largado numa senilidade
Relaxado por uma afável dormência
E enquanto me lava do suor que me escorre pelo corpo
Renasce um brilho que irradia de uma névoa sem rosto
Alguém falou mas não escutei porque só a mim me ouço
A voz vem de longe, do meu ego, do meu escopo
Do meu futuro que afundou e já não cresce,
Do meu passado que reina mas não floresce.

Giro, rodopio e volto...
De braços abertos e envolto na minha memória
Entro no sol por umas escadas vazias
De uma prisão que já foi a minha história
O medo das ondas deu lugar a um sorriso inocente
Ao desejo de não regressar de uma viagem permanente
Por entre todas as ilhas de um oceano livre e ardente
Voar alto e planar sem nunca mais por os pés no chão
Sem jamais voltar a pousar nesta terra de perdição.
Por toda a vida
Por um dia só
Por um folego apenas
Abraçar as estrelas que escondem e vestem o céu
E entrar-lhes na alma que paira num mundo revolto
Dá-me a tua mão e agarra-te ao meu regaço sem véu
Pois giro, rodopio mas já não volto...

Eugénio Rodrigues – Alentejo, Agosto.2006
(sugestão: música "once upon a time in america" de Ennio Morricone)

40 Comments:

Blogger alfazema said...

Adoro o Alentejo. É uma das minhas paixões. Gostei muito do poema e das fotografias.
Beijinhos

5:36 PM  
Blogger lisa said...

Uhmmm, Alentejo! a minha casinha.
Toma, dou-te a minha mão.

Este texto delicioso.

Beijo daqui das minhas noites de lua cheia.

5:39 PM  
Anonymous Anita said...

O êxtase de nos desprendermos das raízes que não nos querem soltar...de nos despirmos de medos e preconceitos que nos perseguem e atormentam...e de nos deixarmos embalar pela melodia da liberdade...Hummmmm...

5:50 PM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Alfazema.
Já somos dois pois o Alentejo encanta-me. Em breve postarei neste blog algumas fotos paradisiacas dessa terra tão bonita.
Bjs
Eugénio Rodrigues

5:51 PM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Lisa.
O alentejo é mágico.
E já agora, gracias pela tua mãozinha...
Bjs
Eugénio Rodrigues

5:52 PM  
Blogger Pierrot said...

Pois é Anita
O alentejo pode ser tudo isso e muito mais.
Gracias e bjs
Eugénio Rodrigues

5:53 PM  
Blogger Su@vissima said...

O Alentejo tem cores e sabores quentes...agrada-me!

Ai...os nossos anjos :)...pierrot!
Lindo de emoções...
Fecho os olhos...e sinto-me estrela...(peço por mais que um dia)

Wellcome back!!
Um beijo daqui

6:48 PM  
Blogger Bel said...

As fotos tão lindas e o teu texto daria uma bela música.
jinhos

7:10 PM  
Blogger Fis said...

a parte do "girar" devia ser dos Mojitos, não?!

;)

9:28 PM  
Blogger Tons Pastel said...

Gostei muito. De férias com inspiração.
beijinhos

11:30 PM  
Blogger GK said...

Quase épico...

Bj.

1:47 AM  
Blogger Maresi@ said...

Lindas essas fotos...Alentejo sabe bem!

Texto belo e suave... o reviver pleno de emoções..
Vim agradecer tua visita e palavras lindas deixadas no meu recanto . Ja regressei de ferias...passa por la...

Deixo beijo perfumado_______Maresi@

3:14 PM  
Blogger dreams said...

para longe...
voar nos sonhos e abraçar as estrelas...
leva-me também...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

12:41 AM  
Blogger Luna said...

O teu poema esta muito lindo, essa sensação de redopiar dá leveza, uma unidade com o universo
beijos

12:30 PM  
Anonymous Anonymous said...

http://blogcoisasdavida.blogspot.com/

2:35 PM  
Anonymous collybry said...

(Brincadeira...não rode tanto fica tonto) agora sério...
Sentir prefundo e direi tão pessoal que não o posso comentar...
Lindo o sentir prefundo...
Não conhecia, gostei e voltarei...
deixo meu rasto...
Cõllybry

8:25 PM  
Blogger RealSmile said...

Há locais que moram em nós para a eternidade, há vivências que nos acompanham em todos os momentos.. tudo faz parte de nós, da nossa identidade. Bonito poema.. :)*

8:53 PM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Suavissima
Pois é... os nossos anjos né suavissima.
Fecho os olhos e sinto-me...sei lá...e sinto...!
Bjinhos.
Eugénio Rodrigues

11:44 AM  
Blogger Pierrot said...

Oh Bel...corei carambas!
Gracias pelos "comments"
Catita...
Bjos
Eugénio Rodrigues

11:45 AM  
Blogger Pierrot said...

Grandes Fis........
Os mojitos foram do caixão à cova.
Que férias...
Que Alentejo...
Que 5.ª feira...
Gostei de vos ver por cá.
Gracias e voltem sempre
Abraços e bjos

11:47 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Tons de pastel.
É verdade...
O Alentejo é qualquer coisa.
É preciso descobri-lo e guardar segredo para que não se transforme.
Bjos
Eugénio Rodrigues

11:48 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Gk
Pois acredita que foi escrito num lugar épico, numa praia fabulosa.
Em breve postarei as fotos respectivas.
Bjos
Eugénio Rodrigues

11:49 AM  
Blogger Pierrot said...

Obrigado eu Maresia...
Os teus comentários são sempre muito construtivos para mim.
E claro que passarei pelo teu cantinho.
Bjos
Eugénio Rodrigues

11:50 AM  
Blogger Pierrot said...

Que surpresa agradável Collybry.
Gracias por passares por cá.
Olha que ás vezes a ideia é mesmo rodar tanto, tanto, para ficar tonto ;-)
Palavras bonitas as tuas e o teu blog...não menos bonito.
Bjos
Eugénio Rodrigues

11:52 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Dreams.
Estas coisas de sonhar, são giras...até porque levamos quem queremos nos nossos sonhos.
Podemos fazer uma espécie de arca de noé e levar todos os nossos amigos ;-)
Bjos
Eugénio Rodrigues

11:53 AM  
Blogger Pierrot said...

Sem dúvida Luna...as vezes a tontura enebriante é apenas ou tudo aquilo que queremos.
Bjos
Eugénio Rodrigues

11:54 AM  
Blogger Pierrot said...

Blogcoisasdavida...pois muito bem...lá irei!
Gracias
Eugénio

11:55 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias realsmile.
As vezes os locais são tão importantes para nós que se fundem inteiramente connosco.
Eles são o nós e o nós...eles!
Bjos
Eugénio Rodrigues

11:56 AM  
Blogger GK said...

Obrigada pela visita.

Espero as fotos dessa praia maravilhosa.

Bj.

9:10 PM  
Blogger Luigi said...

conheço a música, não conhecia o poema de Eugénio de Andrade
:)

11:06 PM  
Blogger Tons Pastel said...

Um post muito bonito. Gostei bastante das fotografias, também.
Um beijo,

11:49 PM  
Blogger Sem-Meias-Palavras said...

Continua nesta terra de perdição. Há por aqui coisas tão bonitas para amar. Gostei de por aqui ter passado. Vou voltar mais vezes.
Beijos

8:36 AM  
Blogger Pierrot said...

Ok Gk, em breve sairão essas fotos...
Bjs
Eugénio Rodrigues

10:51 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Luigi e sê bem vindo a este cantinho.
Ainda bem que gostaste da música e do poema mas olha que não é do meu Homónimo e grandioso poeta. Este poema é humildemente meu.
Penso que jamais chegarei aos seus calcanhares... ;-)
Abraço
Eugénio Rodrigues

10:53 AM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Tons de Pastel.
Gostei de te "ouvir" e o teu cantinho também já é o meu.
Bjos
Eugénio Rodrigues

10:54 AM  
Blogger Pierrot said...

Que surpresa agradável a tua passagem "Sem meias palavras".
É muito bom ter-te por cá e ler as tuas afáveis palavras...
Volta sempre
Bjos
Eugénio Rodrigues

10:55 AM  
Anonymous su said...

Será este o poema que falas na Teia?! É lindo...palavras de quem parece ser tocado pelos anjos e deixa as palavras serem as suas guias...
A solidão cansada da sua existência voltando a dar a mão à presença seja de alguém ou não ou até mesmo da consciência de si mesmo...

Adorei...
A música pode ser de facto uma espécie de inspiração divina.

; )

Um beijo grande aqui da teia.

3:23 PM  
Blogger Pierrot said...

Era Su.
Era este o poema de que te falava na tua Teia, numa praia, longe de tudo, apenas com o horizonte e Nothing Man dos Pearl Jam.
A mão que me foi estendida, não tem rosto, nem acho que interessaria. É uma mão e é tudo o que vale. E é verdade também que quando escrevemos somos tocados. Eu não teria a ousadia de o dizer em relação aos meus esquissos, pois sou um grão de areia neste mundo das letras, mas do que eu tenho lido e ouvido, acredito piamente que quando alguns escrevem poemas e músicas, têem de ser tocados por Deus, seja lá o que Ele for e o que significa para cada um.
Gostei que tivesses gostado.
Bjos daqui e volta sempre pois o Pierrot nunca dá por terminada a sua representação. Há sempre uma "Colombine" que merece algo mais.
Eugénio

5:47 PM  
Anonymous Anonymous said...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! Liposuction rocklin Image of a teenager with acne bmw x3 for sale Sportsbook online gambling lottery prize sharing agreement Rosacea clenia watch free xxx clips key bluetooth headsets Big bucks bingo clarksburg att phone card Medication given to get off oxycontin Non synthetic vitamins Games free slots Holdem free texas hold em download Chip las poker sale vegas Maytag refrigerator water filter Winning numbers for mega millions +il Methods of injecting xanax safely Liyh plotters http://www.tennessee-lottery-comission.info/Lottery7.html

7:34 AM  
Anonymous Anonymous said...

is porn the only winner during credit crunch?


----------------
interracialsex

11:44 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home