My Photo
Name:
Location: Porto, Portugal

Quando morrer, talvez tenha uma ideia formada sobre mim, se o destino me der esse luxo.

Thursday, September 28, 2006

Era uma vez...




"Era uma vez" é um poema que deixo dedicado a todos aqueles que, por uma vez, se deitaram com uma lágrima por um sonho que se desfez, por um sonho que se construiu, por um sonho que se viveu... sem arrependimento!

Era uma vez...


Era uma vez um Sonho polido

Que voou para longe do seu dono

Que se esfumou da lareira dos sentidos

Que desapareceu com a nuvem do Outono


Não deixou marcas para trás.

Nenhum rasto para ser seguido

Ou paradeiro para ser encontrado

Para sempre na vastidão foi perdido


Quis ele sofregamente encontra-lo

E uma quimera perscrutou nos suas memórias

Iniciando uma árdua e incansável cruzada

Por entre as brumas dos íntimos desejos


Buscou no tempo e nos seus desígnios

Mas o Sonho há muito havia passado

Já não era o mesmo presente querido

E o futuro a outros estava dado


Revolveu todos os Bosques e Estepes

Perguntou às Arvores e bucólicas Giestas

Mas estas só tinham olhos para os Pássaros

Que lhes traziam de volta as Primaveras


Perguntou aos Pássaros se sabiam do seu Sonho

Se ele fluía pelas suas plumagens macias

Mas estes só cuidavam de sentir os Ventos

E da longa jornada que em breve empreendiam


Então sussurrou aos sete Ventos

E uma vez mais indagou do seu Sonho

Mas estes só lhe traziam novas dos Cerros

E do manto de neve que os esposava


E a Montanha respeitável e majestosa

De muitos sonhos já ouvira balbuciar

Todos diferentes nas cores e imagens

Todos iguais na vã esperança a olvidar


Então acercou-se da nobre Montanha

Das suas pedras e dos seus resquícios

E errou pelas grutas mais recônditas

E iluminou todas as sombras e precipícios


Mas esta, imponente e altiva

Só lhe falou dos seus Riachos

Pois estes eram os sinais de vida

Os filhos que brotavam do seu regaço


Mergulhou então na correnteza dos Riachos

Sentiu a textura e o vigor da água fria

O borbulhar que cortava o seu corpo

E a leveza que pelos seus dedos escorria


E perguntou ás ondas se do seu Sonho sabiam

Mas estas jocosa e lentamente lhe fugiam

Por entre o verde musgo e as lisas pedras

Procurando o Mar errante e as suas aguarelas


Então o Mar foi o seu séquito

As suas marés e as finas areias

Hoje com as dunas resplendorosas

Amanhã pela madrugada desfeitas


Ao Mar urrou pelo seu Sonho

E os ventos o levaram absorto

Para longe de si próprio

Para o ermo do seu corpo


E as Ondas lhe revelaram no seu ardor

Que o seu sonho jamais o havia abandonado

Antes jazia no seu âmago desterrado

Por uma vida sem mudança nem fulgor


E então se fechou o ciclo vacilante no Mar

Sem que nunca tenha começado ou acabado

Porque nem Homem nem destino podem matar

Aquilo que já existia ainda antes de ser sonhado.




Eugénio Rodrigues Verão 2004
(foto de Nightqueen - the sunglow)



82 Comments:

Blogger Isabel said...

Quem nunca sonhou nunca viveu.
Quem deixar de sonhar deixa de viver.
Quem nunca chorou por um sonho, é porque antes de sonhar acordou.
Não tenho pena de quem chora por um sonho, tenho pena de quem por u sonho nunca chorou.

Muito bonito, muito sentido o teu poema.

Obrigada pela tua visita e pelos teus elogios lá no meu sitio. É tão bom um elogio.
Hoje por lá dediquei-me a agradecer o tesouro que me entregou meu amor.
E pensei em quem não tem tesouros, não tem pão.
Hoje pensei em quem tem fome e solidão.

Parabens pela tus sensibilidade, e obrigada, muito obrigada.

Isabel

4:53 PM  
Blogger Pierrot said...

Isabel:

Não precisas agradecer...
De todo!
As tuas palavras também são sentidas e um elogio na sua essência, quando sincero, não é um elogio mas apenas a constatação de um facto.
Não te fiz nenhum favor nem te elogiei.
Tu és assim e pronto.
Bjos daqui e gracias
Eugénio

5:23 PM  
Anonymous Secreta said...

Sonhar é viver.
Poema lindissimo.
Beijito.

7:38 PM  
Blogger Velutha said...

Quem não terá já deitado lágrimas por um sonho desfeito? Será que nunca sonhou? Será que não tem essa capacidade? " O sonho comanda a vida/ e sempre que um homem sonha o mundo pula e avança."
António Gedeão
Beijinhos

8:03 PM  
Blogger GK said...

Quem nunca esteve "aí"?

E então? A mala já está feita? ;)

Bj.

8:43 PM  
Blogger MARTA said...

Espalhaste a tua alma pelo poema; fizeste renascer a minha alma e prometo que o meu sonho fugir não vou deixar.
Tudo o que tenho para dizer sobre este lindo poema.
Como sempre, a foto é deslumbrante.
Beijos e abraços
Marta
P.S.: Obrigada pela visita ao meu blog.

9:35 PM  
Blogger Nani said...

Eugénio,

pergunto-te como é possivel comentar um poema assim...?

Poemas de sonhos, poemas vindo de dentro, de nós, da nossa alma... não se comentam...

Aliás para certa poesia, as palavras que se possam dizer sobre ela são inuteis... porque essa poesia é sentida...

Sentida, como eu a senti, algures meio perdida, no meio de pensamentos, onde encontro perguntas filosoficas na qual as respostas ainda ninguém encontrou.

Perguntou-me, afinal quem somos...? E a seguir bombardeada por dezenas de outras perguntas...

Em relação ao teu poema, não há nada a dizer... Fantástico, talvez, e acompanhado por uma belissima fotografia.

Um abraço enorme de puro carinho por me acompanhares sempre nestes meus momentos... que "por acaso" ultimamente não têm sido muito bons... a escrita tem ficado por isso arrumada,... e os meus posts têm fugido um bocadinho à Nani inicial, mas atenção, apesar de "não saber que sou", sou eu.

Sorrisos para ti...

Nani

10:00 PM  
Blogger mni said...

tenho gostado da tua presença.

O sonho é o melhor meio de transporte!

10:44 PM  
Anonymous temp_nua said...

Oferecer um poema a quem deixou uma lágrima brotar dos olhos por não se arrepender dos seus sonhos,
acho que foi uma das coisas mais lindas que já vi em teu blog.
Além do belo poema, teve um belo gesto.
Quem não teve um sonho que não se realizou? Mas que nem por isso se arrependeu e teve com certeza uma lágrima nos olhos, só por ter sonhado. Os sonhos nos dão vida a alma, uma esperança que nunca morre, uma vontade de sempre ir além, conquistar e realizar.
Te desejo uma ótima noite menino Eugénio.
Um beijo aromatico pra vc
Tempestade

3:55 AM  
Anonymous temp_nua said...

Há esqueci, obrigada pelo poema.
Um beijo

3:57 AM  
Anonymous su said...

...sem palavras usando-as na mesma para o dizer...
Parar por aqui e aqui ficar umas horas (li algo semelhante a isto num lado qualquer!), a reler com prazer.

xxx
"ERA UMA VEZ...
(ou da frágil fronteira entre o conto e a realidade)


Era uma vez..."uma vez"

que à força de ser contada

se repetiu tantas vezes...

que se tornou realidade."

in Contos para Pensar
de Jorge Bucay

xxx

Os sonhos são mesmo "isto": um conto inacabado...devem ser perseguidos até à sua exaustão, porque discretamente, fingindo que comandam a vida, comandam o Homem que se ri da realidade que tem. Renasce na vida em sucessivos recomeços...
O sonho não é que não se tenha concretizado...para quê chorar?!
Alegrem-se!!
Afinal, ele perde-se em si mesmo na noção de começo e de final. Está lá na mesma. Continua. Basta que para isso não se deixe de sonhar. E tal reside apenas dentro de cada um de nós.
O sonho é o CAMINHO...e não o fim em si.

xxx

E o que fazemos nós, tod a vida, senão CAMINHAR?!

Um beijo enternecido com tão belo poema.

5:11 AM  
Blogger mnemosyne said...

Alma ou fantasma, ou apenas alquimia...nos espelhos das ondas imagens vão deslizando até que a mente vai pensando no sonho que gostaria de sonhar. Belísssimo este poema. Um beijo

9:36 AM  
Blogger Zélia said...

O sonho é algo tão bom, que ninguém nos pode tirar... devemos sempre tentar realizá-los.. e quando elesse desfazem, vamos á procura de um novo sonho :)

Excelente poema, como sempre, sabes dançar muito bem com as palavras :)

Beijinhos :)

12:30 PM  
Blogger Pierrot said...

Secreta:

Se bem vinda e que te tenhas divertido neste teu cantinho.
Gracias pela motivação e bjos daqui
Eugénio

3:37 PM  
Blogger Pierrot said...

Velutha:

Mais uma agradável surpresa neste blog que mais não quer que seja um lugar de partilha.
Linda citação que me diz mais do que calculas.
Gracias e bjos daqui
Eugénio

3:39 PM  
Blogger Pierrot said...

Gk:

É verdade, quem nunca esteve aqui, algures no meio desta busca...
E quanto às malas, sabes que mais, acho que nem levo nenhuma.
Apenas um bloco de notas, um lápis, uma afia e uma máquina fotografica.
E vamos embora
Bjos daqui e gracias
Eugénio

3:40 PM  
Blogger Pierrot said...

Nani:

Ó pra'qui eu a choramingar.
Que bonito comentário.
Já valeu a pena ter destapado este sonho pois assim pude ler esse teu comentário...
Retenho uma das tuas frases que mais me fez tremer. Não vale a pena falar sobre poesia pois poesia quer-se sentida.
Bjos daqui e gracias
Eugénio

3:43 PM  
Blogger Pierrot said...

Marta:

Aquele abração amigo.
Bjos daqui e gracias pelo teu apoio.
Eugénio

3:43 PM  
Blogger Pierrot said...

Mni:

Tens razão, o sonho não tem fronteiras nem obstáculos.
Vamos embora num sonho...
Bjos daqui e gracias
Eugénio

3:44 PM  
Blogger Pierrot said...

Temp_nua:

Bonitas palavras me deixaste.
E tens razão em reter o preambulo pois é pedra basilar para se entrar no sonho.
Gracias e bjos daqui
Eugénio

3:45 PM  
Blogger Pierrot said...

Temp_nua

Ora essa, não agradeças pois foi escrito de bom grado
Bjos daqui
Eugénio

3:46 PM  
Blogger Pierrot said...

Su:

Acredito que hajam milhares de textos similares a este pois o sentimento, mesmo com diferentes linguas, é sempre sentido mais ou menos da mesma forma. Ainda assim, por acaso até achei que era original, que maçada ... ;-)

E vou seguir as palavras de Bucay, vou le-lo tantas vezes que talvez ganhe forma não?...

Um sonho é isso mesmo, um caminho, até porque, se um dia o atingimos, acredito piamente que logo outro se levante para que continuemos a nossa busca. E é um longo caminho.
Com pausas, estalagens, jardins e bancos para descansar, pedras e chuvadas que quase nos derrubam, mas um caminho onde não podemos parar ou desistir.

Grande comentário Su, para não variar, que me arrepia sobremaneira.

Bjos daqui, de um sonho com asas de um ícaro persistente.

Eugénio

3:51 PM  
Blogger Pierrot said...

Mnemosyne:

Falas como se estivesses a adormecer e à espera que um sonho te leve.
Lindo
Bjos daqui
Eugénio

3:52 PM  
Blogger Pierrot said...

Zélia:

;-)

Um sonho é sempre só nosso e se nos tiram, logo outro se levanta...
Adoro danças com os meus poemas, é verdade, mas olha que não deixo de sonhar com o que escreves também :-)

Bjos daqui
Eugénio

3:54 PM  
Anonymous Anonymous said...

Passando aqui para desejar um otimo fds..
beijos


http://avassaladoraportudo.zip.net/

6:21 PM  
Blogger BlueShell said...

Gostei de reler...


Um beijo Azul, da cor do céu quando está apaixonado...
BlueShell

6:31 PM  
Blogger Vénus said...

E o sonho comanda a vida.... não fossemos todos eternos sonhadores...

Lindo o poema... obrigada pelas palavras...

Um beijo

6:46 PM  
Blogger Isabel said...

Obrigada de novo pela tua força... é bom ter esse alento de alguem que escreve como tu... muito obrigada.
Vem ler a história quem sabe tens filhos ou outra criança a quem contar.

Isabel

6:52 PM  
Blogger Luna said...

Sonhos...mas que somos nós sem os sonhos, só que por vezes sonhamos demais, outras temos sonhos palpaveis perto de nós e nem imaginamos, e procuramos pensamos jamais lá chegar, e afinal, bastava estender a mão que estavam lá,
Como sempre lindo o que escreves
beijinho

8:43 PM  
Blogger eos said...

sonhar é ultrapassarmo-nos a nós mesmos:)
um beijinho Eugénio que tens nome de poeta:)

8:46 PM  
Blogger alfazema said...

Chorar por um sonho que se desfez, por um sonho que se construiu, por um sonho que se viveu é tão normal como viver. De sonhos é feita a vida e sonhando li o teu poema, Muito bonito. Beijinhos e bom fim de semana.

10:40 AM  
Blogger Pedro Gamboa said...

Eugénio muito bom.
Tu deves saber bem disso. Não vou estar aqui a dissertar sobre a qualidade deste texto.
Deves saber bem, que este texto, esta num nível de grande qualidade, apetecia-me dizer mais algumas coisas, mas se calhar seria o meu lado mais humano a falar, arte pura não deve ser suja com conversas comerciais…
Embora quando a obra tem qualidade, deve chegar ao conhecimento do máximo de pessoas, não pelo dinheiro, não pelo reconhecimento, mas apenas para essas pessoas a saborearem como coisa bela que é….

Desculpa a confusão do texto…

Grande Abraço.

5:07 PM  
Blogger Tons Pastel said...

Do Porto? Mas o Porto é um viveiro de artistas! Que poema maravilhoso! Vai trazendo ao nosso conhecimento os teus escritos.Ao nosso conhecimento e dos editores. Será que não passam pelos blogues? Há tanta gente a escrever bem!E tu fá-lo com mestria, amigo.
beijinhos

7:38 PM  
Blogger Su@vissima said...

Dancei no teu "sonho"!

(Faço minhas as palavras dos 33 comentadores que me antecederam :)

Belo!!

Um beijo daqui

2:35 PM  
Anonymous su said...

Então?! Já leste o suficiente para o sonho ganhar a sua forma? Ou a forma que lhe queres dar?! : )

Pelo menos és um Ícaro persistente, logo, não tens medo do sol nem de continuar a voar...talvez porque as tuas asas sejam feitas da matéria de que os sonhos também são feitos...assim, és um Pierrot com asas de anjo! : )

O teu final de conto surgiu em jeito de "mito urbano"...mito das montanhas! Olha, se catalogaste como maluquice da tua escrita...foi mais uma das tuas maluquices agradáveis...por mim, podem continuar a vir mais...pois que o teu processo de escrita vem de uma fonte inefável: da tua alma.

: )

A Teia despiu a música que te desagradou. Hoje, no Dia da Música, teve o tema Música tocado pelos A Naifa, e entretanto, já mudou para Depeche Mode...Precious...preciosas palavras, preciosas atenções as vossas que por lá deixaram...

Um beijo precioso aí para o Ícaro voador. Deixa-o no sol!

: )

9:05 PM  
Blogger dreams said...

o sonho aprendeu a pairar,
onde o sobressalto nem sequer nasceu...
namorou a breve ilusão,
até que de minha mão se desprendeu...


adorei o teu poema, ou não fosse eu uma eterna sonhadora...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

10:31 PM  
Anonymous su said...

...a Teia não "conseguiu" mudar a música...para a pretendida!!
Olha, tira o som se por lá passares! ; )

Outro beijo.

10:47 PM  
Anonymous Secreta said...

Passo para desejar uma boa semana.
Beijito.

10:43 AM  
Blogger Mina said...

E quem ainda não perdeu um sonho? Mas não podemos deixar de sonhar... a alma ressente-se!
Boa semana, beijoca!

11:17 AM  
Blogger Dafne said...

Passo para te desejar uma boa semana.
Obrigada pelas tuas visitas e simpáticos comentários no meu blog.
Quando li o teu poema lembrei-me de Fernando Pessoa e do seguinte excerto do Livro do Desassosego:
"O sonho que nos promete o impossível já nisso nos priva dele, mas o sonho que nos promete o possível intromete-se com a própria vida e delega nela a sua solução. Um vive exclusivo e independente; o outro submisso das contingências do que acontece."
Fica bem...
Um abraço amigo...

11:28 AM  
Anonymous Daniela Mann said...

Escolheste um texto muito bonito.
Beijinhos

1:18 PM  
Blogger MARTA said...

Era uma vez uma rosa que pelo vento se apaixonou...
Venho agradecer-te a visita e deixar-te uma rosa cheia de gotas de orvalho...
Por uns tempos, decidi que a flor oficial do blog seria o amor-perfeito; agora volto à rosa e à luz que dela saí.
Beijos e abraços
Marta

1:58 PM  
Blogger Pierrot said...

Avassaladora por tudo:

Gracias por passares por cá e uma boa semana para ti também, que aliás, deve ser bem mais solarenga do que por cá, em Portugal.
Bjos daqui
Eugénio

2:39 PM  
Blogger Pierrot said...

Blueshell:

Que bonito teres passad por cá.
Mais uma cara nova que vem alegrar este espaço. Volta sempre
Bjos daqui
Eugénio

2:40 PM  
Blogger Pierrot said...

Vénus:

É sempre o sonho que comanda a vida, de facto.
Gracias pelas palavras bonitas.
Bjos daqui
Eugénio

2:41 PM  
Blogger Pierrot said...

Luna:

Ás vezes sonhamos acordados e noutras estamos acordados e nem nos apercebemos que estamos a sonhar.
E nessas alturas, o sol vai-se...
Gracias por teres passado por cá.
Bjos daqui
Eugénio

2:42 PM  
Blogger Pierrot said...

Isabel:

Gracias e vou passar por lá, descansa.
Bjos daqui
Eugénio

2:44 PM  
Blogger Pierrot said...

Eos:

Sonhar é tudo...
Quem não sonha não tem esperança e quem não tem esperança não tem medo!
E quando um homem não tem medo, é porque está no "fim da linha"...
Bjos daqui e gracias
Eugénio

2:45 PM  
Blogger Pierrot said...

Alfazema:

Que bonito.
Se o meu poema te fez sonhar, então já ganhei o dia.
Bjos daqui e gracias
Eugénio

2:46 PM  
Blogger Pierrot said...

Pedro Gamboa:

Bolas, assim deixas-me sem jeito caro amigo.
Acredita que nem me passa pela cabeça essa histórias das editoras pois humildemente me considero apenas alguém que desenha umas palavras. E se o meu poema te dá algum "sabor", então fico muito contente.
Abraços
Eugénio

2:48 PM  
Blogger Pierrot said...

Tons de pastel:

Como dizia aqui ao P.Gamboa, isso dos Editores é coisa que me passa ao lado. Nunca penso que seja para mim. Divirto-me a escrever e realizo-me quando vos "provoco" qualquer coisa nesses espiritos.
Gracias pelos enormes elogios e bjos daqui
Eugénio

2:50 PM  
Blogger Pierrot said...

Suavissima:

Então dançamos os dois...
;-)
Bjos daqui
Eugénio

2:51 PM  
Blogger Pierrot said...

Su:

Não querida amiga.
Ainda não ganhou forma, aliás, vou ter de sonhar bem mais pelos vistos...
E enquanto puder sonhar, já não é nada mau.
Bom, e se não te importas das minhas maluquisses, então vou continuar a escrever outras quantas...
Depois não te queixes ;-)
Quanto à música, era só porque não me conseguia concentrar enquanto lá escrevia. Mas eu sou apenas mais um dos teus muitos leitores por isso tasse bem...
Bjos daqui
Eugénio

3:06 PM  
Blogger Pierrot said...

Su:
Ok, eu tiro o som ehehe!
Bjos daqui
Eugénio

3:07 PM  
Blogger Pierrot said...

Secreta:

Uma boa semana para ti também
Bjos daqui
Eugénio

3:07 PM  
Blogger Pierrot said...

Dreams:

É verdade...
O teu nome diz tudo.
Gracias pelo teu verso
Bjos daqui
Eugénio

3:08 PM  
Blogger Pierrot said...

Mina:

Gracias

E boa semana para ti também, cheia de leitura e de sonhos.
Bjos daqui
Eugénio

3:09 PM  
Blogger Pierrot said...

Dafne:

Mais uma lindas palavras de Pessoa.
E eu que não me canso...
Jamais.
Bjos daqui
Eugénio

3:10 PM  
Blogger Pierrot said...

Daniela Mann:

Mais uma agradavel cara nova por estes lados.
Gostei de te ter por cá e volta sempre
Bjos daqui
Eugénio

3:10 PM  
Blogger Pierrot said...

Marta:

Gracias.
Pela tua visita, pelo teu "desabafo" e pela linda rosa orvalhada que deixaste.
Bjos daqui
Eugénio

3:11 PM  
Anonymous temp_nua said...

Que tua semana seja cheia de sonhos e que possas relizar cada um deles, com tudo que mereces.
Um beijo tempestuoso pra vc
Tempestade

5:13 PM  
Anonymous su said...

"Apenas" um dos muitos meus leitores?!...meu humilde leitor... meu querido Pierrot...olha bem o espelho à tua frente!! E já agoa, sabes que a tua gaivota já anda a voar pela Teia?!

; )

Mais maluquices sim sim sim!!

Beijos amigos.

8:04 PM  
Blogger Bel said...

Lindo o poema.
Impossivel nao deixar marcas, marcas em nós marcas no tempo.
Beijo e bom fim de semana

10:42 PM  
Blogger Pierrot said...

Temp_nua:

A minha visita já habitual de além mar.
Um bjo grande daqui também e uma boa semana.
Eugénio

10:56 AM  
Blogger Pierrot said...

Bel:

Gracias pelo teus comentários.
É bom saber que não ficas indiferente ao que lês.
Bjos daqui
Eugénio

10:57 AM  
Blogger Pierrot said...

Su:

É humildade sim porque por esta blogosfera hà muita qualidade e enormes escritores anónimos, dos quais tenho aprendido bastante :-)

E por certo vou já voar para a Teia a ver como se comporta o "meu Fernão Capelo".
Bjos daqui e gracias.
Eugénio

11:00 AM  
Blogger Elisheba said...

Obrigada...gostei muito da ideia... e não são APENAS ideias...são AS ideias.


Gostaria de te sugerir que O CRIASSES, esse blog que sugeriste. TOPAS???

11:28 AM  
Blogger Pierrot said...

Visionária:

Gracias e ainda bem que gostaste das ideias.
Eu sou um "idiota", isto é, tenho as ideias e depois, necessito sempre dos técnicos para as executar, principalmente no que toca a informática, internet e afins. Como Advogado que me prezo, sou um zero literalmente à esquerda nesta coisa de computadores e por isso me limito a escrever, a pensar, a cogitar. Como Pierrot que sou, sou um idealista, algo ingénuo por certo, mas tal como tu, um pouco visionário.
E claro que topo nesta coisa de dar força à blogosfera. Quantos e quantos não se tornaram autênticos lobbies para tornar um mundo melhor.
Bjos daqui
Eugénio

11:44 AM  
Blogger BlueShell said...

É por isso que eu não quero sonhar mais! O sonho arrasta consigo a ilusão...e esta traz a certeza da realidade: sempre estarei só!
Não sonharei jamais! Dói..

Bjs
BShell

11:48 AM  
Blogger Isabel said...

Obrigada por mais uma visita, e pela força que nunca te esqueçes de deixar...
Nos dias em que como hoje tenho as asas cansadas de voar são as vozes, as palavras e os gestos de força que me dão impulso para voltar a levantar voo.

Isabel

12:42 PM  
Blogger Pierrot said...

Isabel:

E é no cansaço que vemos quais os nossos limites e acabamos por evoluir um pouco...
E é no cansaço que nos transcendemos e acabamos por crescer um pouco...
Se hoje são as vozes que te ajudam, então vá Isabel, voa!
Bjos daqui
Eugénio

1:15 PM  
Blogger Pierrot said...

Blueshell:

Vejo tristeza nas tuas linhas, com lágrimas desenhadas algures no meio dessas letras termulas de paz mas firmes de dor.
Imagino que por vezes seja duro querer sonhar de novo mas isso é inevitável e quando menos esperares, vais ver que um novo sonho se levanta.
O ser humano tem destas maravilhas...
Bjos de animo daqui, deste casulo de força.
Eugénio

1:18 PM  
Blogger Xanusca said...

poema mágico. Muito bonito. Tantos sonhos que se perdem e nunca mais se encontram. até os mais bonitos... ;)

8:34 PM  
Anonymous su said...

Portou-se e porta-se muito bem...o talento deve-se a quem escolheu as palavras para "emoldurar" todo o siginficado daquelas palavras que escreveste.

: )

Beijos em fios de Teia.

12:40 AM  
Blogger Pierrot said...

Xanusca:

Bigada pela magia dos teus comentários. Gostei do teu apoio.
Volta sempre e nunca deixes de procurar os teus sonhos, mesmo aqueles que pensas estarem perdidos.
Bjos daqui
Eugénio

3:51 PM  
Blogger Pierrot said...

Su:

Bjos daqui e :-) destes sonhos.
Gracias
Eugénio

3:52 PM  
Blogger Estranha pessoa esta said...

Não sei o que dizer..
Ou eu ando muito sensível.. ou estas palavras foram lidas no seu tempo certo..
.
..
Chorei.
..


Um abraço grande para ti.
**

5:56 AM  
Blogger Pierrot said...

Estranha pessoa esta:

Não sei se me quede contente ou triste por causa dessa lágrima.
Eu sei que ás vezes, dependendo do momento, até com "outdoors" nos emocionamos, pois cada um sente as coisas à sua maneira.
Prefiro talvez pensar que essa lágrima foi por um tempo passado, por um momento menos bom que já ultrapassaste, ou então pela saudade de tempos felizes que viveste ou vives.
De qualquer das formas, tocaste-me...
Bjos daqui
Eugénio

12:09 PM  
Blogger venus said...

ups...
entrei sem pedir. desculpa...
mas não pude resistir, pois este poema tambem é para mim.
quantas foram as lágrima por mim derramadas...
quantas foram as noites choradas à procura de um sinal que me conduzisse a novos sonhos...
acredito no sonho, e na esperança que ele me dá.
gostei deste espaço...

1:23 AM  
Blogger Pierrot said...

Venus:

Mais uma boa surpresa que tanto me realiza. Não tanto pelos teus comentários elogiosos ao poema que escrevi (que muito me agradou diga-se) mas acima de tudo por teres gostado e te ter dito algo, à luz dos teus olhos.
Ainda bem que gostaste e já sabes que podes voltar sempre.
E tens razão, quem nunca verteu uma lágrima...?
Bjos daqui
Eugénio

12:19 PM  
Blogger Vera said...

Resolvi vir ler mais do que escreves e és de facto fantástico!
Há poemas que me comovem e este foi realmente um deles!
Dedicas este "Era uma vez..." também a mim, mesmo sem o saberes! Obrigada...
Beijinhos

12:33 AM  
Blogger Pierrot said...

Vera:

Arrepiei-me com o teu comentário...palavra!
Desde logo porque sendo desfazado no tempo com relação à data da postagem do poema, revela da tua parte, uma leitura ainda mais interessada, e depois, porque me tocaste.
A singela frase em que te dedicas o poema, para mim, é simplesmente linda.
E acredita que gostei de te dedicar também a ti, as suas letras.
Gracias e bjos daqui
Volta sempre
Eugénio

11:37 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home