My Photo
Name:
Location: Porto, Portugal

Quando morrer, talvez tenha uma ideia formada sobre mim, se o destino me der esse luxo.

Monday, September 11, 2006

A noite sempre acaba num raio de Sol




A Noite sempre acaba num raio de Sol

A noite caiu e com ela veio o escuro
Que nos esconde de todos excepto de nós mesmos
Que nos afasta do mundo e nos puxa lentamente para o fundo
Qual moinho desgovernado pelo vento e pela vontade.
A noite cai e com ela vem o sossego de quem nada mais pode fazer
Ou o desepero de quem não quer viver para sofrer.

Quando a noite cai uma esperança se levanta
De que o dia de amanhã seja melhor que o sonho de hoje
Melhor de que a crença no amor que em mim se entranha
Melhor que ter o teu sorriso e o meu olhar fixo no teu rosto
Mas a noite sempre acaba num raio de sol
E acredita que os teus dias chegaram
Deixa de os riscar no calendário
Como dias normais e anónimos
Onde ninguém pensa em ti
Onde ninguém sonha contigo.

Chegou o Dia em que no meio de uma multidão
Fixei os teus olhos e te elegi como alguém maior
Como alguém que me fez parar e respirar fundo
Nesta vida de correrias e de indiferenças.
E penso nesse dia em que nos encontramos
Onde tudo o que estava à nossa volta desapareceu
Presos a um olhar que jamais largamos
Como se de um passe de mágica se tratasse.

E de repente ficamos sós no cimo de uma falésia
Sentados num rochedo perdido no meio do mar
Amarrados a um por do sol numa praia deserta
Imunes a tudo excepto ao toque da felicidade.

Num fim de dia avermelhado e quente
Raiado pelo mesmo por do sol inesperado e dolente
Misturado com a tua estrela que ainda brilha na minha mente
Enquanto os teus lábios balbuciam palavras bonitas.

Descobrimos que somos alguém que nunca irá embora
Que partilhamos as lágrimas, pegadas e escolhos
Alguém que nos segue por mil vidas fora
E sempre com o brilho do sol nos olhos.

E a vida pode ser isto mesmo
Algures na imensidão do vazio, um sorriso de uma criança
No meio da tempestade fria, uma bonança
De quem acrecita com o coração
De que a noite sempre acaba
Com um raio de sol de paixão
Com um sorriso de esperança.
Eugénio Rodrigues - 14.02.06
(foto de autor desconhecido)

57 Comments:

Blogger MARTA said...

Também acredito que assim seja - nunca podemos deixar a esperança morrer.
O poema é uma beleza e a foto nem se fala.
Obrigada pela partilha.
Beijos e abraços
Marta

2:16 PM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Marta.
Esperança, esperar, lutar, gritar.
Gostei que tivesses gostado.
Bjos daqui
Eugénio

2:26 PM  
Blogger Nani said...

Adorei este teu poema... e diz-me tanto neste momento. Obrigada.

Um grande beijinho

Nani

4:08 PM  
Blogger Pierrot said...

Então fico feliz por ter acertado na mouche.
E é tão bom sentir-mos que fazemos sentir algo a alguém.
Gracias Nani e bjos daqui
Eugénio

4:28 PM  
Blogger Miudaaa said...

Lindooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!!!

Tudo, mas tudo o que uma miudaaa, catraia, gaiata gostaria de ver realizado, tu escreveste...

De palavras tão simples, conseguiste fazer um MUNDOOO, grande, colorido e cheio de esperança para quem tiver a sorte de por aqui passar e ler.

Amei.

Um beijo da miudaaa_contente :-)

6:31 PM  
Blogger Pierrot said...

Lindo digo eu Miudaaaa.
Tudo o que eu gostaria de ver escrito sobre este meu poema tu escreveste.
Amei o comentário.
Bjos daqui e volta sempre
Eugénio

6:39 PM  
Blogger Luna said...

Dizem que a esperança é a ultima a morrer, assim como em um conto de fadas todos os dias acordamos á espera que a nossa fada madrinha, nos abençoe com os pozinhos do amor
beijos

7:11 PM  
Blogger saKuraBunekOlaNdi@ said...

Olá............. obgd Plo comment... e dxc ser tao gande.. mas oia.. ás x o meu pensamento.. não sabe bem o lkivro do código e ultrapssa as margens.... :P

OLha so para dixer k o VIDEO já esta operaciONal :D:D ah!!e k ele te akeça :)

sakura***

8:46 PM  
Blogger GK said...

Sempre ouvi dizer que "the hardest part is the night"... Mas descobri que é a manhã... Arranjar motivos para sair da cama, às vezes, é TÃO difícil...

Bj.

9:50 PM  
Anonymous temp_nua said...

A tempestade chegou, mas uma tempestade de amor e com sorriso de criança.
Lindo poema.
Beijos aromaticos e um delicioso fim de tarde menino.

10:03 PM  
Blogger Bel said...

O poema e lindissimo, muitos parabéns.
Nem todas as noites acabam em raio de sol mas uma cois é certa so depende de nós
beijo e boa semana

10:42 PM  
Blogger Pierrot said...

Sim Luna, é verdade. Uma fada madrinha ou o João Pestana que nos leve na sua barca dos sonhos.
Gracias pelos comentários
Bjos daqui
Eugénio

1:26 PM  
Blogger Pierrot said...

Gracias sakura.
Passarei por lá.
Bjos daqui
Eugénio

1:26 PM  
Blogger Pierrot said...

Pois, então no Inverno GK, é tão complicado.
Mas olha que ainda assim hà coisas bonitas num dia de inverno, mesmo num dia de trabalho. É dificil ver por vezes, mas está lá.
Gracias pelas tuas palavras.
Bjos daqui
Eugénio

1:28 PM  
Blogger Pierrot said...

Sempre tão gentil Temp_nua, nesse teu jeito tão brasileiro.
Um sorriso enorme para ti.
Bjos daqui
Eugénio

1:29 PM  
Blogger Pierrot said...

É verdade Bel.
O tempo é uma linha contínua, que só nós a paramos, se quisermos.
De outra forma. A tristeza de hoje pode ser a alegria de amanha. Basta lutar por isso, sempre...
Bjos daqui
Eugénio

1:30 PM  
Anonymous su said...

Belo, belo, belíssimo...como é que podemos carregar de beleza uma certa tristeza?! Como é que podemos encantar com a mágoa como meio do coração se expressar? Porque usamos a verdade incontida na ponta das palavras.
A noite pode ser a magia regeneradora do dia seguinte, a mãe com o manto que protege e aconselha sabiamente o modo de ordenar os pensamentos e as emoções de forma a poder equilibrar as circunstâncias ao outro dia. Que haverá sempre outro dia...assim tem sido. O tempo e a história não o negam. O amor acontece como a dádiva que une a esperança à imortalidade das almas.

"Estou certo de que já aqui estive mil vezes antes,
tal como estou agora, e espero regressar
mil vezes mais."
GOETHE

xxx

Não entendi a outra tua observação no sentido de "elogio"! Mas clarificado agora desde já muito muito grata...as palavras muitas vezes nascem como resultado quase de transe...a alma encontra os seus meios de se fazer escutar.

Um beijo grande pendurado aqui dos fuios da Teia.

3:16 PM  
Blogger Elisheba said...

Muito bonito!


Bjs

5:03 PM  
Blogger Luigi said...

tal sorriso de luz tenho-o como o sorriso do meu sobrinho...
gostei muito desta trnsição de noite para dia. são os primeiros raios de sol que aparecem sorrateiros e nos convidam a acordar para um novo dia. um despertar físico e espiritual

9:23 PM  
Anonymous temp_nua said...

Voltei com meu jeitinho brasileiro rsrsrs, para te convidar a me ler.
Um beijo com aroma pra vc.

1:28 AM  
Blogger Maresi@ said...

...gosteiparticularmente deste post e deste jogo de palavras ...
"Quando a noite cai uma esperança se levanta"... certamente a mensagem de um novo dia...trará novas revelações..
Agredeço tua simpatica visita la no meu blog...voltarei Eugénio...

Deixo beijo suave_______Maresi@

1:32 AM  
Blogger Pierrot said...

Oh Su, a beleza por vezes está tão perto da tristeza... para além de que a tristeza também tem a sua beleza. Diria que por vezes podemos procurar a beleza numa lágrima, num olhar mais triste. Não se trata de um belo horrível, antes de um conforto.
Eu admiro profundamente aqueles que expressam na perfeição a sua mágoa, aqueles que conseguem pintar a mágoa, aqueles que de tal forma sorriem a sofrer que ela atinge em certa maneira, a beleza.
Su, os teus comentários são lindos. Li-os e li, e li outravez.
Gracias pela tua dádiva.
Bjos daqui
Eugénio

12:42 PM  
Blogger Pierrot said...

Visionária.
Que saudades.
Sê bem vinda
Gracias e bjos daqui.
Eugénio

12:42 PM  
Blogger Pierrot said...

Luigi, a noite...o dia...a noite...o dia!
Onde acaba um e começa outro. Se lhe tirares o sol e a lua, porque não poderão ser os dois a mesma coisa?
Não ganharíamos com isso?
Gracias e abraços daqui.
Eugénio

12:44 PM  
Blogger Pierrot said...

Ok Temp_nua.
Por lá passarei.
Bjos daqui.
Eugénio

12:49 PM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Maresia.
Palavras tão gentis as tuas.
Também eu gostei que passasses por cá. Lá voltarei breve.
Bjos daqui
Eugénio

12:50 PM  
Blogger RealSmile said...

Amor.. lindo poema este, no qual descreves esse tão belo sentimento ;)*

1:59 PM  
Blogger Dafne said...

Meu caro amigo
A esperança é um empréstimo que se faz à felicidade, não é?
Os meus parabéns pelo teu poema.
Continua...
Um beijo desta tua amiga.

1:59 PM  
Blogger saKuraBunekOlaNdi@ said...

Olha pierrot =P auqui já chove não há perigo... de have rumas chamazinhas .

bjiNho e boa semana!

.sakura.

2:20 PM  
Anonymous su said...

Há os que sofrem de uma doença crónica que se manifesta na alma: sensibilidade...e daí poder ver-se beleza em quase tudo ou extrair a admiração com a eterna novidade com o que se observa no mundo ao nosso redor. Somos ilimitados no nosso poder de observação e de expressão...e isso lê-se em alguns, observa-se em outros...
: )

xxx

Quanto ao autor do texto sobre o beijo lá na Teia tem uma quantidade de textos consideráveis que devem ser vistos como autênticas receita spara curar males de amor e de alma...ao longo dos tempos vou colocando um e outro. Mas são óptimos!
Como tu dizes e acerca do beijo...este se for em sintonia tem o poder de nos arrepiar a alma...Isso que disseste é que é lindo de se ler...e de se sentir com certeza.

Um beijo aqui da Teia. : )

2:36 PM  
Blogger lisa said...

Dissipadamente a noite cintila.
A luz produz um vasto pátio do Outono.
Uma inesperada palavra assume-se, há sobre o nosso olhar um domínio sedutor.
Somos, intensamente amantes.

(Pertence a um dos meus textos.)

Adorei o teu texto.
Beijo daqui das minhas noites de lua cheia.

2:59 PM  
Anonymous su said...

...então eu poderia esperar uma crónica sobre esses três livros ou de um deles feita por ti para colocar lá na Teia?! Poderia esperar...ou não?! ; )

Um beijo grande...outro!

3:11 PM  
Blogger Pierrot said...

Engraçado Su, eu também tenho essa ideia, de que a sensibilidade é uma espécie de doença que se revela de inumeras maneiras e que não afecta toda a gente. E se tem um contra, que é de fazer sofrer mais do que o normal, por se valorizar e estar atento aos pormenores que a muitos passa despercebido, no entanto, tem um grande pro, que é esse mesmo de permitir ver sempre mais além, ver mais dentro, mais fundo e acima de tudo, de o descrever para si, para os outros, para o futuro e para os que hão-de vir e sentir a mesma coisa.
Sensibilidade, essa coisa tão sui generis, tão odiável, e tão distinta!

xxx

Quanto ao beijo, quisera eu amar alguém ao ponto de me esquecer e perder num beijo.
Lindas palavras estas as tuas Su, que tanto enriquecem este cantinho.
Bjos daqui, com uma lágrima e um sorriso de quem espera pela sua "Colombine".
Eugénio

3:22 PM  
Blogger Pierrot said...

Realsmile, lindo.
Gostei de te ver por cá.
Já tinha saudades dessas tuas palavras.
Bjos daqui e volta sempre
Eugénio

3:35 PM  
Blogger Pierrot said...

Dafne
Fiquei siderado.
A esperança é um empréstimo que se faz á felicidade...
Brutal
Bjos daqui.
Eugénio

3:36 PM  
Blogger Pierrot said...

Boa Sakura.
Gostei desse espirito de humor.
Bjos daqui
Eugénio

3:36 PM  
Blogger Pierrot said...

A intensidade do amor é algo que me fascina, tal como o teu texto Lisa, que vou procurar ler com toda a atenção e carinho.
Bjos daqui.
Eugénio

3:37 PM  
Blogger Pierrot said...

Claro que sim Su.
Claro que podes contar com uma crónica minha Su.
E para não ser repetitivo, escolherei desta feita o Fernão Capelo Gaivota.
Mas da-me algum tempo pois vou ter de me inspirar. Não quero fazer má figura nesse teu blog fantástico.
Depois diz-me como te enviar ou publicar a crónica.
Bjos daqui
Eugénio

3:40 PM  
Blogger mni said...

1 bj na lágrima!

4:04 PM  
Blogger Pierrot said...

Ora viva Mni.
Se bem vinda a este cantinho de um pierrot que de quando em vez decide brotar umas quantas linhas.
Gostei de te ver.
Bjos daqui e volta sempre
Eugénio

4:31 PM  
Blogger Zélia said...

Ah... fico sempre a suspirar aqui no teu cantinho :)

As imagens e os poemas... fantástico :)

Parabéns :)

Bjokas :)

5:52 PM  
Anonymous su said...

"Acuso a recepção". Lido, confirmado e adorado! ; )
Para além da escolha ser excelente a escrita sobre ele não lhe fica nada atrás!
Fernão Capelo Gaivota sempre voou no coração da Teia...agora irá voar pelos meandros dos seus fios virtuais! Muito obrigado, meu amigo encantador. : )

xxx

A sensibilidade como algo que acaba por fazer parte de nós, independentemente de ser inato ou adquirido, ingrato ou merecido...seja como for, como tudo o mais no resto das nossas vidas, com momentos avassaladores que nos deixam a alma entregue aos cuidados do chão...com outros momentos que nos elevam, dão asas, fazem pensar que os pormenores, por mais pequenos que sejam aparentemente, são as peças essenciais para dar sentido à nobreza do nosso voo.
Houve uma altura em que eu tinha medo de "olhar"...para não sentir demais...em tantas e variadas coisas da vida. Penso que a isso se chamaria de procurar a indiferença pelo modo de olhar o mundo e sentir as coisas. Não sentindo não se sofre. Mas o inverso também é verdade...e não me parece que seja condição humana. Fui desaprendendo o que procurei aprender...como que "descongelando" novamente...
Sentir é o nosso sal e açucar. E não há nada que possamos escolher/ ou não ter na vida sem as suas respectivas consequências. A lição de vida que temos de aprender é o modo como vamos em frente e lidamos com as coisas...
Eu sei...é tão fácil falar. Tão fácil que eu já não me "calava" e continuaria por aqui... : )

Quanto à Colombine, com o seu fato colorido e encantado, não acredito que demore muito tempo a chegar! Se calhar até já chegou...já viste bem?! : )

Um beijo para ti.

9:47 AM  
Blogger Mina said...

A esperança que nunca deve desaparecer das nossas vidas, as emoções que vivemos com o passar dos dias.
Bonitas palavras, cheias de sentimento :)
Beijoca.

10:26 AM  
Anonymous Anita said...

Que cada raio de Sol atinja cada coração, de tal forma que a faísca que nos faz estremecer, se torne numa enorme chama que aqueça e conforte a alma de cada um...
E o Sol nasce todos os dias...E os raios estão sempre lá, apesar de nem sempre os vermos...e assim, a qualquer hora, em qualquer momento, de repente poderemos sentir o seu brilho...

11:19 AM  
Blogger Pierrot said...

Ora Zélia, que bom que te quedes por cá, suspirando...
Realiza-me saber que quando escrevo faço sonhar os outros...
Gracias e bjos daqui.
Eugénio

1:05 PM  
Blogger Pierrot said...

Que bom que gostaste...
É sempre bom para o Ego saber que alguém aprecia o que escrevemos.
E acredita que foi sentido, saiu bem lá do fundo.
Quanto à Colombine, não creio que já aí esteja. De tão colorida que é bem que daria conta dela facilmente, digo eu!
Bjos daqui e gracias por te ter por cá.
Eugénio

1:07 PM  
Blogger Pierrot said...

Gracias Mina.
O sentimento é dedicado a mim, a ti, a todos, a este mundo da blogosfera tão bonito.
Volta sempre
Bjos daqui
Eugénio

1:08 PM  
Blogger Pierrot said...

Ohh Anita.
Que lindo.
Olha que tu és uma poeta e se calhar ainda não deste por ela. Já experimentaste escrever umas coisas?
Vá lá, vais ver que vais gostar.
Força aí.
Bjos daqui e gracias
Eugénio

1:09 PM  
Anonymous temp_nua said...

Sabe, adorei este teu poema, por isso reli, se encontrares alguem pelo brilho dos olhos destinados a vc, encontraras alguem que te ame com a alma.
Fica bem.
Beijo

6:00 PM  
Blogger Bel said...

Estou a tentar identificar uma música la no blog.
Se puderes passa la

um beijo

8:26 PM  
Anonymous su said...

: )

12:42 PM  
Blogger Pierrot said...

Lindo temp_nua, lindo...
Só tu nesse teu jeito brasileiro para dar um toque diferente ao poema.
Bjos daqui
Eugénio

1:02 PM  
Blogger Pierrot said...

Concerteza Bel...
Vou lá ao teu blog num pulinho.
Bjos daqui
Eugénio

1:03 PM  
Blogger Pierrot said...

Gostei Bel.
Um sorriso vale mil palavras né!
Bjos daqui
Eugénio

1:03 PM  
Anonymous su@vissima said...

A noite estava a começar...
E a minha boca, toca a tua mão
Bebo-te a pele morena...
Sorrindo ao cruzar o teu olhar
Ai...quase me paras o coração!

Deixo-me em teu fogo arder...
Visto-me Lua do teu...Sol
Hesitamos...apagamos a fogueira
Para a fazer renascer...
Desenhando no nosso lençol
Perfumes em forma de roseira.

(olha o que o teu poema fez escrever!!)

Lindo!!

Um beijo daqui.

3:43 PM  
Blogger Pierrot said...

Uau Suavissima, estou estupefacto.
E assim me "vergo" à tua inspiração e criatividade.
Fantásticas palavras.
Gracias por abrilhantares este cantinho.
Bjos daqui
Eugénio

3:48 PM  
Anonymous Anonymous said...

[url=http://tinyurl.com/getvpn][b]Click here to get VPN service![/b][/url]

[b]Anonymous surfing[/b]
Using our service you'll be fully anonymous in the Internet. Hide your IP address, and nobody will know that strange visitor from Germany ( Great Britain, Estonia and so ), is you.

[b]Full access to network[/b]
You can use any services, access any sites and use any software with us. BitTorrent, Skype, Facebook, MySpace, Twitter, Pocker .. we have no restrictions.

[b]Traffic protection[/b]
Don't worry, from this moment all you data will be protected using 256 bit Blowfish encryption algorithm. Nobody can access your internet data.

[b]Wide variety of countries[/b]
You can choose one of over twenty high speed servers located in different parts of the world, from South America coast to islands in Indian Ocean.

Related keywords:
anonymous surfing review
proxy server vpn
anonymous secure surfing
proxy vpn
anonymous vpn free
internet explorer vpn
vpn dial up
ssl vpn
Traffic protection
anonymous surfing freeware
anonymous surfing software
vtunnel
anonymous surfing vpn
best anonymous browser
surf the web anonymous
best anonymous surfing
anonymizer anonymous surfing review
firefox anonymous surfing
Virtual Private Networks
Free Vpn Client Software
anonymous surfing software
[url=http://dasbmw.ru] anonymous surfing software[/url]
[url=http://seobraincenter.ru] anonymous proxy[/url]
[url=http://carlwebster.com/members/Alexander-Pwnz.aspx]Buy Cheap Zoloft[/url]

8:09 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home