My Photo
Name:
Location: Porto, Portugal

Quando morrer, talvez tenha uma ideia formada sobre mim, se o destino me der esse luxo.

Thursday, December 07, 2006

Porque?




Porque hoje estou...
Porque hoje...
Porque...

Porquê?

Não sei porquê..., talvez seja deste maldito tempo!

Não se ouvem os pássaros a chilrear
Apenas o vento pelos escombros a sibilar
Sobre os farrapos que esvoaçam destroçados
Presos por entre as pedras e calhaus amontoados.

Nem uivos, gemidos ou desesperos
Nada no horizonte senão tons cinzentos
Esventrado por um vermelho de cólera
Pelas sombras disformes dos espectros.

As lápides do cemitério misturadas com as flores
Desfeitas pelo pó e pelo tempo esquecido
O verde só existe no reino que há-de vir
Nas mãos desfeitas pela culpa e pelo carpir.

Desterro, silêncio e isolamento,
Perdição, desespero e sofrimento.
Tudo tão perto e sempre tão longe
Qual lua pálida que pensamos tocar.

Mergulho no frio do vazio
Amarrado ao ar impuro dos abutres
Anjo Gabriel onde estás escondido
Para onde me carregas de mim perdido.

E mais não digo... pois ele há dias assim.

Eugénio Rodrigues
Sugestão musical, Jean Michel Jarre (Souvenir of China)
(Foto de Tobias Vogel)

60 Comments:

Blogger Cherry Blossom Girl said...

Há dias assim...em que nos sentimos invadidos de perguntas, afogados num turbilhão de emoções.
Já tinha saudades!
Sabes porquê?
Porque as tuas palavras fazem bem.

Beijinhos
***

1:35 PM  
Blogger Pierrot said...

Cherry:

Hoje não consigo escrever nem mais uma linha.

Apenas...

...

Eugénio

1:40 PM  
Blogger Miudaaa said...

Olááá, mas também há dias em que alguém nos oferece um ARCO IRIS, mesmo, não sendo a ideia Inédita.

Um "gift" para ti já foi enviado... vou continuar a pintar o teu dia, porque "Não sei porquê..., talvez seja deste maldito tempo!", se há alguém que não tem culpa é o tempo...

Um xi_miudaaa

2:40 PM  
Blogger Mina said...

Afinal não somos tão diferentes como aparentamos.
Hoje... porque... estás... palavras, sentimentos, cores.
Mas, e porque também há sempre um mas... vai passar e tudo voltará a brilhar :)
Beijoca... respirare! ;)

2:41 PM  
Blogger Miudaaa said...

Pierrot, não consegues escrever, mas conseguer pintar, BOAAA???

Um beijo da miudaaa_pintarolas

2:51 PM  
Blogger Pierrot said...

Muidaa:

Um bjo para ti e gracias pela boa disposição.
Eugénio

3:07 PM  
Blogger Pierrot said...

Mina:

Pois não Mina, pois não.
Bjos daqui
Eugénio

3:08 PM  
Blogger vero said...

Como me entristecem estes dias... estou sempre deprimida nesta altura do ano...

Beijos mil***

4:01 PM  
Blogger Pierrot said...

Vero:

Como te compreendo...e como!
Bjos daqui
Eugénio

4:04 PM  
Blogger Su@vissima said...

Porque há dias assim...
Em que me perco
E nem me quero encontrar?

Ai...Se me vires passar...
Deixa-me!
Que esta não é a minha cor!

Não lambas este meu sabor...
É amargo!
De um cinzento desbotado.

Não olhes meu peito decotado...
Abraça-te!
Ao meio seio procurado.

Concerteza será da chuva, pierrot :)

(Tinha saudades de te sorrir)

Um beijo daqui.

4:55 PM  
Blogger belakbrilha said...

Há dias assim!!!

dá lá uma olhada no meu cantinho, está lá um filme bonito....a chuva continua...

e sentirás que há dias assim...

só!!!...ou apenas!!!

bj

4:57 PM  
Blogger Pierrot said...

Suavissima:

Porque há dias assim
Apenas um gracias
Bjos daqui
Eugénio

5:03 PM  
Blogger Pierrot said...

Belakebrilha:

:-)

Gracias
Bjos daqui
Eugénio

5:03 PM  
Blogger Estranha pessoa esta said...

Eu gosto deste tempo...
Agora gosto.
Hoje gosto. Amanhã não sei.
Mas, hoje gosto.
Porque estou assim... como o descreveste.
E quando estou assim... irrita-me os dias de Sol.
...

Há dias assim.
Dias que a chuva na janela, são lágrimas de um rosto.
Há dias assim.
Dias em que o uivar do vento entre as pedras, são gritos mudos de alma.
Há dias assim.
Dias em que o frio de pele, é gelo de espírito.
Há dias assim
Dias assim.
Assim!

...

**

6:49 PM  
Blogger Ana Patudos said...

Olá Eugénio
Vim agradecer o que deixaste escrito no meu cantinho.
Quanto ao teu poema meu amigo,é um retrato dum dia triste, mas sabes, isso passa!
Põe uma musica de que gostes ouvir, queima um bom incenso, dança pela casa fora e verás que isso passa; eu por vezes faço isso e resulta.A vida tem de ser aproveitada da melhor forma a cada segundo, pois a contagem é decrescente há que aproveitar o que a vida tem de bom para nos dar.A primeira sensação boa é o respirar, por isso respira fundo e vai em frente: Há tanta coisa boa á nossa espera...
bejinhos
Ana PAula

8:23 PM  
Blogger Memórias de Um Sorriso Luso said...

Pierrot vou contar-te um segredo...

Era uma vez uma rapariga de 18 anos que perdeu os pais da maneira mais estupida que se conhece.De acidente de viação.Ficou só com o irmãozito.Jurou que iria sempre, mas sempre enfrentar a Vida sem nunca deixar de sorrir como tanto gostavam os seus pais.Hoje,passados doze anos ela ri dos momentos maus, dias cinzentos e não deixa que nada lhe tire a boa disposição.É feliz ao seu modo(talvez não entendido pelos outros)( risos), tem uma Vida cheia,e nem este tempo de festa com importantes ausências,dias frios, ou de chuva a desmotivam.É tão simples.
Sabes Pierrot,somos egoistas quando nos encostamos à tristeza dos dias cinzentos,só porque nos deixa nostálgicos, só porque não há Sol.Estive em sítios solarengos,em que não se reparava na metereologia.Viver e sobreviver era o único fim.Ser feliz estava longe dos olhos dos meninos.Mesmo assim sorriam-me.Estar vivo, é uma benção.Mesmo que sózinhos, mesmo que nem tudo seja perfeito.

sentiste? viste o meu sorriso? era para ti!

beijo com ruido e tudo!

:)
mesmo triste, adorei as tuas palavras.Lindo.

9:08 PM  
Blogger Nani said...

Eugénio...
Tempo...?Porquê?

E lá está o teu Anjo Gabriel...

Porque não fazeste o comentário? Não te tornas nada repetitivo...

E ve lá se nos presenteias com o teu poema ao teu Anjo...

Beijinhos e um Abraço

Nani

9:15 PM  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Pois há dias assim.

Uma alegria compartilhada transforma-se numa dupla alegria; uma tristeza compartilhada em meia tristeza.

Abraço apertadinho.

9:56 PM  
Blogger dreams said...

há dias assim, em que carregamos dentro de nós a nostalgia do universo... e nem precisa chover, pois está a acontecer bem dentro de nós...

há dias assim... há...

mas também há uma noite...
e depois uma manhã...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

11:38 PM  
Blogger Maresi@ said...

Dias cinzentos.... mas tb ha dias com sol! esses sim.... espera por eles...

Beijo suave____Maresi@

2:40 AM  
Blogger Escuta o teu mundo... said...

Porque ...
Tb não sei,
já o murmurei.
porque...
Há dias assim,
que não querem ser de mim.
um abraço

4:46 PM  
Blogger Ana Luar said...

E é nestes dias assim que o silêncio transborda da alma.

5:20 PM  
Blogger Fúria das Águas said...

Sabe Eugenio, se todos os nossos dias fossem perfeitos, sem tristezas ou angustias, não teriamos coisas tão belas a ler como a que tu escreveu. As vezes a tristeza nos faz fazer coisas lindas. Há dias estou assim tbm, agora to ate escrevendo kkkkkkk, só espero que bem né rsrsrrs
Espero que fiques bem menino.
Um beijo
Furia

Ps: pois é menino estou com saudades do meu Aroma, ali deixo um pedaço de mim, quem sabe logo volto.

7:47 PM  
Blogger Som do Silêncio said...

Pode parecer estranho, mas eu gosto destes dias.
Porquê?
Não sei, mas gosto.
Gosto de ficar a olhar, a ouvir a cheirar a terra molhada.
Transmite-me calma, serenidade.

Beijo

11:33 PM  
Blogger MARTA said...

Compreendo-te...........dias complicados, tristes, enfadonhos.
Nada tem sentido e nem vontade se tem de reagir.
Pensa - Azul....talvez se torne mais fácil.
Beijos e abraços
Marta

5:05 PM  
Blogger Nani said...

Há dias assim Eugénio...

Em que nos perguntamos PORQUÊ?
Dias em que o silêncio da resposta nos consome. Tristeza. Sofrimento.

Mas, Eugénio, há dias em que algo vale apena... algo faz com que o dia valha apena... Um sorriso, um abraço, um gesto carinhoso, uma palavra amiga, ou mesmo o silêncio de alguém quando precisamos...

(atenção o dia vale sempre apena, nós é que por vezes não damos por isso.Todos os dias aprendemos algo, mesmo sem dar-mos por isso.)

Eugénio...
porque vale sempre apena lutar...
porque vale sempre apena sorrir...
porque, apesar de haver "PORQUÊS" sem resposta, a vida vale apena...

Sorriso... não sei quem estava a precisar mais de "ouvir" isto, eu ou tu...

Se calhar ambos precisavamos... não sei... talvez de forma diferente...(Mas já o disse.)

Abraço carinhoso para ti...

Nani

9:13 PM  
Blogger Nani said...

This comment has been removed by a blog administrator.

9:13 PM  
Blogger aitb said...

cheer up!

;)

:)

Pq.. hoje é um novo dia... ;)

au revoir

12:06 AM  
Blogger Pedro Gamboa said...

Escreves encantadoramente, com que belas tintas pintas…

Abraço, há realmente dias assim…

4:09 AM  
Blogger .*.Magia.*. said...

É, tens razão, há dias que são assim, e outros que nem assim são...!
São dias "assim" que nos dão forças para rir nos dias que nem assim são!

Cheers

5:58 PM  
Anonymous Anonymous said...

Porque há palavras que nos caem como gotas de lágrimas...

Porque é assim e não é "assado"
E nem que venha o Papa (com todo o respeito do seu significado para quem significa) não mudamos e ao outro preciso segundo afinal mudamos
por tudo e por nada...

xxx


Há aqueles que lêem as páginas do jornal
Procurando as notícias do mundo
Que acontece mesmo à sua frente.
Os olhos só vêem
O que lhes apetece.
O jornal permanece
Como arma empunhada debaixo do braço.
Adiamos o abraço
Para não deixar cair o espírito aos nossos pés.
Não queremos ser mais uma notícia
Esbatendo-se na página amarelecida
Que perde a validade assim que é virada
Para o momento a seguir.

xxx

A tua página de amanhã que anuncie sol em cada letra.

Um beijo musical ainda
SJ

1:29 AM  
Anonymous Mel said...

"Porque hoje estou...
Porque hoje...
Porque...
Porquê?"

Porque, meu amigo ... existem dias assim...
Eu "Morri hoje"... (o meu Post ..)
e "morta", esta noite ... Vivi nos "Tons do silêncio" ...

Deixo-te um extracto do poemita que ainda não publiquei

"Vesti o silêncio de negro luto,
Nos tons mais escuros e mais medonhos
entre cinzento pardacento e o negro preto profundo…
E, vestido o silêncio assim, me silenciei em mim.
No silenciado emudecimento, bicho subjugado, algemado…
Busquei a origem num inquietante movimento
em busca do epicentro, no rodado do meu eixo.
Busquei no embuste do silêncio de mim, o esquecimento.
E, utopia, construí interiormente um mundo de eterna fantasia
onde mesclei noite e dia …
Dos contornos insanos de uma alienada mente.
Na lobreguidão do silêncio desabei ... nostalgia ...
Vesti o silêncio de luto, para intimamente
me acoitar da luz candeia do dia.
Não cabia!
(...)"

**
Talvez ... porque há dias e noite assim!
Embora triste, foi um prazer ler este poema
Olha ... uma excelente semana, Pierrot.

Bjs da Mel

10:28 AM  
Anonymous Secreta said...

Há dias assim ... demasiado cinzentos ...
Beijito.

2:35 PM  
Blogger Pierrot said...

Estranha:

Ele há dias assim, semanas, meses!
Gracias pelas palavras de encanto
Bjos daqui
Eugénio

4:04 PM  
Blogger Pierrot said...

Ana:

E eu agradeco-te por passares por cá...apesar da chuva que por aqui cai.
Bjos daqui
Eugénio

4:07 PM  
Blogger Pierrot said...

Memorias:

Adorei
Gostei
Amei

Bjos daqui e um valente sorriso
Eugénio

4:08 PM  
Blogger Pierrot said...

Dreams:

Há sempre um qalquer coisa amanha, sem duvida.
Bjos daqui
Eugénio

4:09 PM  
Blogger Pierrot said...

Maresia:

Um bjo daqui
Gracias
Eugénio

4:10 PM  
Blogger Pierrot said...

Escuta o teu mundo:

Gostei de te ver por cá, irei escutar-te mais vezes, por certo
Bjos daqui
Eugénio

4:11 PM  
Blogger Pierrot said...

Ana Luar:

Outra bonita surpresa
Bjos daqui
Eugénio

4:11 PM  
Blogger Pierrot said...

Furia:

Lindo, a sério.
Corei
Bjos daqui
Eugénio

4:12 PM  
Blogger Pierrot said...

Som do silêncio:

Gracias
Bjos daqui
Eugénio

4:12 PM  
Blogger Pierrot said...

Nani:

Está para breve,para breve.
Bjos daqui
Eugénio

4:14 PM  
Blogger Pierrot said...

Velas:

Lindo adágio sem dúvida
Bjos daqui
Eugénio

4:18 PM  
Blogger Pierrot said...

Nani:

Apetece mesmo dizer que se lixe o porquê...
Bjos daqui
Eugénio

4:20 PM  
Blogger Pierrot said...

Marta:

Azul será...
Bjos daqui
Eugénio

4:21 PM  
Blogger Pierrot said...

Aitb:

E é mesmo;-)
Bjos daqui
Eugénio

4:21 PM  
Blogger Pierrot said...

Pedro

Simples...
Um Abraço
Eugénio

4:22 PM  
Blogger Pierrot said...

Magia:

Palavras mágicas me soam...
Bjos daqui
Eugénio

4:24 PM  
Blogger Pierrot said...

Susana Julio:

Uma vénia enorme para ti.
Chapeau minha cara
Bjos daqui
Eugénio

4:30 PM  
Blogger Pierrot said...

Mel:

E que grande poema
Enorme no sentido
Bjos daqui
Eugénio

4:31 PM  
Blogger Pierrot said...

Secreta:

;-)
Bjos daqui
Eugénio

4:31 PM  
Blogger Vera said...

E não precisas dizer mais nada! O que disseste já emocionou o suficiente!
Beijo enorme!

12:22 PM  
Blogger Pierrot said...

Vera:

Mts :-)
Uma multidão deles
Bjos daqui
Eugénio

5:11 PM  
Blogger mnemosyne said...

Querido Eugénio senti-te o som das palavras, num monólogo de quem se sente tocado...não há boca que não chova a sua gota de corpo e alma, som de canto de cristal ou água corrente de sal.
Um beixo e um xi bem apertadinho

8:56 AM  
Blogger Pierrot said...

Mnemosyne:

Brigada
Foi bom senti-lo vindo de ti.
Bjos daqui
Eugénio

1:47 PM  
Blogger João JR said...

Lindo...Adorei Pierrot:)
Apenas...

Beijos!

11:08 PM  
Blogger melinha said...

aki esta mais um belo sentir de td e de nada à nossa volta
bj gostei mt

10:37 AM  
Blogger Pierrot said...

João Jr:

:-)

Bjos daqui
Eugénio

3:20 PM  
Blogger Pierrot said...

Melinha:

É mais um sentir sem dúvida, um entre muitos.
Bjos daqui
Eugénio

3:21 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home