My Photo
Name:
Location: Porto, Portugal

Quando morrer, talvez tenha uma ideia formada sobre mim, se o destino me der esse luxo.

Tuesday, January 23, 2007

Transparente




Transparente, nu, entregue!

Faz frio mas o frio é bom.
O arrepio dá-nos a sensação de vida, faz-nos agarrar ao calor que tanto desejamos e nos faz sentir que apesar de desconfortáveis, essa sensação também consegue ser agradável.

O frio é leve, puro e alvo, tal e qual como a nossa alma. Pode ser delicado, entorpecedor e obriga-nos sempre a recolhermo-nos sobre nós mesmos, mais do que a qualquer coisa.

O frio é tímido.
Vai percorrendo lentamente os nossos cabelos, o nosso rosto e os nossos membros, até que se entranha bem fundo, em todos os poros, paralisando-nos, e ainda assim, deixando-nos a lucidez para escaparmos de aquilo que não queremos realmente fugir.

O frio cola-nos os Olhos no chão, olhos que procuram o segredo e mãos hirtas que não querem tocar o desejo.
Fechados em nós e encolhidos pelo ensejo, recolhidos pela nudez mas perfeitos no amor.

Delicado, sincero e verdadeiro.

Eugénio Rodrigues, Abril 06
(foto de autor desconhecido)

52 Comments:

Blogger MARTA said...

Faz-nos pensar, realmente...
Muitas vezes, tristezas, amarguras, traições......
Mas obriga-nos a olhar em frente e a caminhar........
Como estás?
Obrigada pela partilha.
Beijos e abraços
Marta

8:07 PM  
Blogger CM said...

Quantas vezes um arrepio nos faz acordar para a vida!

Bj

8:16 PM  
Blogger Mina said...

O frio, um mal necessário... tímido, mas que não pára perante nada, atinge sempre os seus objectivos.
Gostei da ligação :)
Bjs!

10:39 AM  
Blogger BroTTas said...

ja alguim tempo que nao passava por aqui.. mas sempre que passo me surpreendo com as tuas palavras... gostei muito do "frio"

10:41 AM  
Blogger Fernanda said...

É nestes dias... que nos sabe bem... o calor do doce lar...

Bjs

4:31 PM  
Blogger Pierrot said...

Marta:

A vida é como que um palco onde se pode passar tudo, verdadeiramente.
E temos que estar lá para tudo...
Eu ando adoentado. Uma maldita gengivite lembrou-se de me aborrecer...e logo a mim que tenho os dentes todos impec's...
Enfim
Gracias
Bjos daqui
Eugénio

4:58 PM  
Blogger Pierrot said...

Cm:

Era disso mesmo que falava!
A vida que deve ser abalada...
Gracias
Eugénio

4:59 PM  
Blogger Pierrot said...

Mina:

Vejo que entendeste as minhas palavras, tal como eu as vejo.
Bjos daqui
Gracias
Eugénio

5:00 PM  
Blogger Pierrot said...

Brottas:

E volta sempre amigo.
Gracias
Eugénio

5:00 PM  
Blogger Pierrot said...

Fernanda:

É no frio que nos sabe bem o calor.
Em tudo na vida se passa igual
Bjos daqui
Eugénio

5:01 PM  
Blogger Isabel said...

Meu amigo desaparecido...gostei muito deste teu frio.
E assim de facto o frio, frio mas bom.
O frio acorda o ser... torna-nos mais conscientes de nós próprios.

Mais conscientes da essencia e do superfulo... o frio filtra a vida e o ser.

O frio é frio mas busca calor... o frio é frio mas assim como gela tambem se expõe a sucumbir e derreter.

O frio recolhe-nos em nós mesmos e ensina-nos a sobreviver com o nosso próprio consolo.

O frio traz o eu ao encontro do eu... traz vida e luta por coisas simples e puras como o calor do nosso bafo nas mãos quando as sentimos gelar...

O frio é tão frio que nos faz procurar o nosso calor.

Adorei amigo.

As melhoras e até breve.

Isabel

5:42 PM  
Blogger marta said...

Frio e dia de sol. O melhor que me podem dar.
Cortante, mas que nos obriga a reagir e então vai alastrando o calor que o frio provocou.

5:57 PM  
Blogger Pierrot said...

Isabel:

O frio, um simbolismo.
Aquilo que todos afastam, mas também aquilo de que todos precisam para que possam reagir um dia. E mais dia menos dia esse "frio" não nos escapa.
Bjos daqui gracias
Prometo que andarei mais por perto
Eugénio

6:40 PM  
Blogger Pierrot said...

Marta:

E é tão bom sentir o frio a desaparecer...!
Bjos daqui
Gracias uma vez mais
Eugénio

6:41 PM  
Blogger NARNIA said...

Na vida nada deve ser "morno"... ou Quente ou Frio.

deixo um beijinho

8:01 PM  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

um arrepio ao ler este texto.

que bom ser transparente...

bjinhos

9:56 PM  
Blogger bom dia isabel said...

Passei para ver o teu blog. Gostei. Voltarei mais vezes.
Beijinhos

11:30 PM  
Blogger Pierrot said...

Narnia:

Gira perspectiva e não deixo de concordar contigo.
Gracias e Bjos daqui
Eugénio

11:03 AM  
Blogger Pierrot said...

Velas:

Gostei dos teus sentidos.
Gostei do teu arrepio.
Gracias e bjos daqui
Eugénio

11:03 AM  
Blogger Pierrot said...

Bom dia Isabel:

Sê bem vinda e cá te esperarei.
Bjos daqui
Eugénio

11:04 AM  
Blogger João JR said...

Dá que pensar bem profundo este teu post....gostei!
um beijinho quentinho:)

12:24 PM  
Blogger Pierrot said...

João Jr.:

Ainda bem que reflectiste.
É sempre esse o objectivo
Bjos daqui e gracias
Eugénio

12:35 PM  
Blogger melinha said...

aki esta um texto repleto de sentimentos, dakeles k nos fazem sentir o k esta a ser descrito...
belíssimo! adorei!
bjos
Sónia

2:41 PM  
Blogger Pierrot said...

Melinha:

Bom ouvir essas tuas palavras ;-)
Bjos daqui e gracias
Eugénio

5:29 PM  
Blogger david santos said...

Olá!
Sempre em frente, ainda que se tenha de olhar para trás.
Parabéns.

6:23 PM  
Blogger Pierrot said...

Pois é David, e ainda que tenhamos de cair!...
Abraço
Eugénio

6:25 PM  
Blogger MARTA said...

Olá, queres responder ao meu desafio?
Para esquecer um pouco o frio (do teu post) e a revolta e dor (do meu de ontem).
Beijos e abraços
Marta

7:52 PM  
Blogger belakbrilha said...

Eu prefiro o sol!
O calor temperado, a Primavera...
O renascer de tudo...
até de nós...

10:26 PM  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Eugénio gostava muito que me desses a tua opinião sobre o tema do meu post de hoje.Se puderes.

bjos

11:13 PM  
Blogger Estranha pessoa esta said...

Fiquei ........
Sei lá..
Fiquei com saudades desse frio.
Não.
Retiro.
...

2:12 AM  
Anonymous Secreta said...

O frio , um sentir que nos desperta .
Beijito.

9:21 AM  
Blogger Pierrot said...

Marta:

Com certeza, por lá passarei assim que puder.
Bjos daqui
Eugénio

11:16 AM  
Blogger Pierrot said...

Belakbrilha:

Eu também prefiro o sol mas o frio e este fazem uma combinação perfeita para certos momentos...
Bjos daqui e gracias
Eugénio

11:17 AM  
Blogger Pierrot said...

Velas:

La irei, lá irei.
Gracias e bjos daqui
Eugénio

11:18 AM  
Blogger Pierrot said...

Estranha

E eu com saudades tuas...não, não retires, fica mais um pouco!
Bjos daqui
Eugénio

11:19 AM  
Blogger Pierrot said...

Secreta:

É desse mesmo frio que nos desperta que te falo.
Bjos daqui
Eugénio

11:19 AM  
Anonymous k said...

As viagens separam-nos do passado.
Se apenas viajássemos como grous,
sem reconhecer as nações debaixo da quilha do nosso esterno,se não trocássemos os idiomas e as unhas
com os habitantes das novas geografias,seríamos nós. Porque o idioma é fechado e insondável em cada criatura,porque cada nação é o berço de uma língua e os meus poemas noutra língua não são meus.
Quando viajamos no mundo não sabemos quem fomos.
Fiama Hasse Pais Brandão (1938 - 2007)in "Cenas Vivas", 2000

Fixei: Quando viajamos no Mundo não sabemos quem fomos!!!
Beijos e abraços.
Bom fim de semana.

5:59 PM  
Anonymous kalinka said...

ia escrever kalinka e fugiu-me...

6:00 PM  
Blogger Pierrot said...

Kalinka:

Espectacular.
Mas que grande escolha...
Bjos e gracias por te teres lembrado.
Eugénio

6:05 PM  
Blogger Pierrot said...

Kalinka:

Eu percebi que era tu eheh
Bjos daqui
Eugénio

6:05 PM  
Blogger aitb said...

:)

Sempre preferi o frio... os cristais delicados do gelo.. a neve.. e o seu silêncio branco.

gostei das palavras

au revoir

:)

2:44 AM  
Blogger Cinza said...

Não se vê...
( )
existe

Valerá a pena dizer que é belo este escrito?

3:47 PM  
Blogger cacharel said...

Frio... Calor...
O que mesmo interessa é o senti-los porque nem sempre um nem outro. Cada um tem as suas dádivas, as suas funcções, os seus benefícios...

Jinhos perfumados****

9:16 PM  
Blogger Fúria das Águas said...

Que sintamos frio,mas que nossas almas sejam quentes.
Um beijo menino Eugenio.
Fica nem
Furia

9:48 PM  
Blogger lisa said...

Uhmmm que arrepio!!!
:-)

Beijo.

5:13 PM  
Blogger missixty said...

Bonito! Eu também gosto do frio, faz-me sentir mais dinámica, viva!
olha o filme não foi mau, mas
não o acho merecedor de tantos oscares como o Babel!O Babel é muito superior em realização e interpretações!
beijocassssssssss

8:57 AM  
Blogger Pierrot said...

Aitb:

Tenho dias, sabes, que sou como tu.
Bjos daqui e gracias pela olhadela.
Eugénio

12:09 PM  
Blogger Pierrot said...

Cacharel:

Mais uma cara nova por cá, e que bonito aroma trazes...
A ideia foi essa mesma que focaste.
Que o frio ou o calor nos faça sentir e sair da dormência.
Bjos daqui
Eugénio

12:10 PM  
Blogger Pierrot said...

Cinza:

Do mais belo sem dúvida...
Não se vê, mas existe e está bem presente.
Bjos daqui
Eugénio

12:11 PM  
Blogger Pierrot said...

Fúria:

O frio, mesmo quando nos passa a alma, acredito que não deixe de ser algo fugaz ou momentâneo.
Eu acredito na alma das pessoas, mesmo nas mais duras.
Bjos daqui
Eugénio

12:12 PM  
Blogger Pierrot said...

Lisa:

Saudades desse algarve...
Bjos daqui e gracias
Eugénio

12:13 PM  
Blogger Pierrot said...

Su:

O frio tem esse condão, de nos aproximar mais...
Quanto ao filme, devias levar uma "reguada" ãh ;-)
Bjos daqui e gracias
Eugénio

12:14 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home